Porto Alegre, quinta-feira, 04 de março de 2021.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 04 de março de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Abastecimento

- Publicada em 18h33min, 04/03/2021.

Projeto para R$ 2,17 bi em saneamento recebe 700 contribuições em consulta pública

Projeto deve se adequar ao Marco legal do saneamento básico, aprovado no ano passado

Projeto deve se adequar ao Marco legal do saneamento básico, aprovado no ano passado


DOUGLAS CARVALHO/DIVULGAÇÃO/JC
A consulta pública sobre a concessão do saneamento de Porto Alegre recebeu mais de 700 contribuições durante os 74 dias em que esteve disponível. O projeto prevê R$ 2,17 bilhões para a melhoria dos sistemas de água e esgoto da Capital.
A consulta pública sobre a concessão do saneamento de Porto Alegre recebeu mais de 700 contribuições durante os 74 dias em que esteve disponível. O projeto prevê R$ 2,17 bilhões para a melhoria dos sistemas de água e esgoto da Capital.
Do total, 60% das manifestações foram enviadas por investidores, 38% pela sociedade civil e 2% por entidades de classe. O material será analisado por técnicos da Prefeitura e do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES), e poderá contribuir para a montagem do futuro edital, com lançamento previsto para 2022.
A secretária municipal de Parcerias, Ana Pellini observa que o marco legal do saneamento básico, aprovado no ano passado, prevê a universalização dos serviços até 2033. "Teremos que nos adequar. Agora, vamos analisar as contribuições que vieram e buscar o modelo mais eficiente para atender a população."
Nos primeiros dez anos de contrato, a concessionária deverá ampliar de 58% para 96% o tratamento de esgoto e diminuir as perdas totais de água de 40% para 25%. Além disso, o parceiro privado deverá aplicar R$ 11 bilhões na operação do sistema ao longo do contrato.
Comentários CORRIGIR TEXTO