Porto Alegre, sexta-feira, 04 de dezembro de 2020.
Dia Mundial da Propaganda.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 04 de dezembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Acidente

- Publicada em 17h03min, 04/12/2020.

Ônibus cai de viaduto e deixa ao menos 14 mortos no interior de MG

A queda foi de altura de aproximadamente 15 metros

A queda foi de altura de aproximadamente 15 metros


REPRODUÇÃO- R7/JC
Um ônibus caiu de uma ponte no início da tarde desta sexta-feira (4) no entroncamento das BRs 262 e 381 em João Monlevade, Região Central de Minas, deixando pelo menos 14 mortos e 26 feridos, conforme informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. A queda foi de altura de aproximadamente 15 metros. Parte do ônibus pegou fogo, conforme imagens divulgadas nas redes sociais.
Um ônibus caiu de uma ponte no início da tarde desta sexta-feira (4) no entroncamento das BRs 262 e 381 em João Monlevade, Região Central de Minas, deixando pelo menos 14 mortos e 26 feridos, conforme informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. A queda foi de altura de aproximadamente 15 metros. Parte do ônibus pegou fogo, conforme imagens divulgadas nas redes sociais.
As causas do acidente ainda são desconhecidas. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a prioridade no momento é o atendimento aos sobreviventes. O ônibus, ainda conforme a PRF, tem placas de Alagoas e caiu próximo a uma estrada de ferro que passa sob o viaduto. A BR-381, no trecho entre Belo Horizonte e Governador Valadares, onde ocorreu o acidente, é conhecida como a "Rodovia da Morte" pelo elevado número de desastres.
A estrada passa por obras de duplicação. A PRF fala em dez mortos, e não 11, conforme informado pelos bombeiros. A polícia rodoviária não confirma o número de feridos. Todos estão sendo levados para hospital em João Monlevade. As autoridades ainda não divulgaram informações sobre origem e destino do veículo.
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO