Porto Alegre, terça-feira, 10 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 10 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

estradas

- Publicada em 19h03min, 10/11/2020.

Apenas 0,3% dos motoristas excederam a velocidade após volta dos pardais no RS

Equipamentos foram religados nas estradas gaúchas no início de outubro

Equipamentos foram religados nas estradas gaúchas no início de outubro


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
O baixo índice (0,3%) de motoristas que excederam o limite de velocidade permitido nas rodovias gaúchas no último mês revela que a volta dos controladores de velocidade trouxe mais segurança nas estradas. Os equipamentos foram reativados no Rio Grande do Sul no dia 9 de outubro.
O baixo índice (0,3%) de motoristas que excederam o limite de velocidade permitido nas rodovias gaúchas no último mês revela que a volta dos controladores de velocidade trouxe mais segurança nas estradas. Os equipamentos foram reativados no Rio Grande do Sul no dia 9 de outubro.
“Os pardais cumpriram a sua função, que é educativa. Na medida em que os motoristas reduzem a velocidade para evitar as multas, diminuem as chances de acidentes”, diz o diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino
Os equipamentos foram colocados em pontos críticos de 12 estradas, onde foram fiscalizados mais de 11,5 milhões de veículos entre os dias 9 e 31 de outubro. Os dispositivos monitoram 93 faixas de tráfego. Além desses aparelhos, foram implementadas 25 câmeras e 25 dispositivos leitores de placas, que auxiliam no rastreamento de veículos roubados.
A região que registrou maior número de infrações de trânsito foi a Serra, principalmente na ERS-122, entre São Vendelino e Farroupilha. Lá, foram registradas 1.219 imagens de infrações. Também foram gravadas 589 imagens na ERS-324, entre Passo Fundo e Nova Prata, e 570 na RSC-153, entre Tio Hugo e Passo Fundo. A expectativa é que as ocorrências nas estradas diminuam cada vez mais.
"Além de coibirmos a imprudência nas estradas, combatemos a criminalidade, uma vez que o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) é prontamente acionado assim que veículos suspeitos são identificados", destaca o secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella.
Comentários CORRIGIR TEXTO