Porto Alegre, quinta-feira, 01 de outubro de 2020.
Dia Nacional do Idoso e Dia do Vendedor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 01 de outubro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Clima

- Publicada em 08h27min, 01/10/2020. Atualizada em 12h56min, 01/10/2020.

Meteoro fez a noite virar dia no Rio Grande do Sul e em SC

Em municípios da metade Norte do Estado a noite virou dia devido à queda do meteoro

Em municípios da metade Norte do Estado a noite virou dia devido à queda do meteoro


BRAMONT/DIVULGAÇÃO/JC
Roberta Mello
Um bólido iluminou o céu do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina no começo da madrugada desta quinta-feira (1) por volta de 1h (hora de Brasília). Especialistas descrevem que se tratou de um superbólido devido à sua grande luminosidade, capaz de fazer a noite se iluminar como se fosse dia por alguns instantes em certas localidades da Metade Norte gaúcha e do Leste catarinense.
Um bólido iluminou o céu do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina no começo da madrugada desta quinta-feira (1) por volta de 1h (hora de Brasília). Especialistas descrevem que se tratou de um superbólido devido à sua grande luminosidade, capaz de fazer a noite se iluminar como se fosse dia por alguns instantes em certas localidades da Metade Norte gaúcha e do Leste catarinense.
De acordo com a Bramon (Brazilian Meteor Observation Network), um superbólido é um meteoro super luminoso, que brilha mais intensamente que a Lua cheia. "Os relatos enviados por moradores da região dão conta que postes de iluminação pública chegaram a desligar", informa a Bramon.
O bólido, explicam astrônomos, provoca uma claridade muito maior do que um meteoro do tipo fireball, além de vibrações. Há casos em que chegam a gerar estampidos sônicos com vibrações a ponto de as pessoas sentirem a terra tremer.
A MetSul Meteorologia explica que a queda de um bólido dificilmente traz risco. Em regra, cai fragmentado e os danos são raríssimos.
A rede brasileira de observação meteorológica está coletando relatos através de um formulário disponível no seu site e deve divulgar a trajetória e mais informações no decorrer do dia.
Assista ao vídeo com registros das câmeras da Bramon, Clima ao Vivo e Observatório Heller & Jung: 
Comentários CORRIGIR TEXTO