Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

distanciamento controlado

- Publicada em 18h51min, 22/09/2020.

São Leopoldo questiona Estado sobre bandeira vermelha e alega melhora nos índices

Prefeitura alega estabilidade nos índices e queda na procura por atendimento no Hospital Centenário

Prefeitura alega estabilidade nos índices e queda na procura por atendimento no Hospital Centenário


THALES FERREIRA/DIVULGAÇÃO/CIDADES
A prefeitura de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, questionou o governo do Estado nesta terça-feira (22) sobre a classificação em bandeira vermelha na 20ª rodada do distanciamento controlado, que entrou em vigor hoje. O município alega estabilidade nos índices e redução nas internações por Covid-19.
A prefeitura de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, questionou o governo do Estado nesta terça-feira (22) sobre a classificação em bandeira vermelha na 20ª rodada do distanciamento controlado, que entrou em vigor hoje. O município alega estabilidade nos índices e redução nas internações por Covid-19.
Em nota assinada pelo prefeito Ary Vanazzi, a prefeitura cobra que o governo Leite adote "critérios claros e objetivos que não causem indefinição e transtornos à população". E pede que se considere a possibilidade de troca de bandeiras de forma quinzenal.
São Leopoldo pertence à Região 7 (Novo Hamburgo) do distanciamento controlado, que teve recurso indeferido após pedido de revisão de bandeira enviado no domingo. A região adotou o modelo de cogestão, que permite aplicar protocolos próprios e mais brandos, mas no mínimo iguais à de classificação bandeira inferior.
O município diz que vem atuando "de forma ostensiva" desde março no enfrentamento da pandemia e que cerca de 9% da população já foi testada para a Covid-19. Até esta terça-feira, São Leopoldo tinha 5.741 casos do novo coronavírus, sendo 5.393 considerados recuperados e outros 212 com vírus ativo. São 135 óbitos na cidade, e a taxa de ocupação de leitos é de 50%.
A prefeitura também cita redução na procura por atendimento na área Covid do Hospital Centenário, além de queda nas internações hospitalares, que há duas semanas mantém o menor número de pacientes internados desde junho.
"Nos causa muita estranheza a definição estadual de bandeira vermelha, haja vista todo o esforço, o controle, a efetiva fiscalização e cumprimento do decreto de calamidade pública. Além disso, estamos de forma gradativa dialogando com os setores da economia e construindo protocolos que não abram mão do cuidado, da saúde e da vida da nossa população", diz o texto.
Comentários CORRIGIR TEXTO