Porto Alegre, quarta-feira, 23 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 23 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

saúde

- Publicada em 22h06min, 31/08/2020.

Pazuello nomeia veterinário para cargo estratégico no debate da vacinação contra Covid-19

Nome foi anunciado pelo ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello (foto)

Nome foi anunciado pelo ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello (foto)


JOSÉ DIAS/PR/JC
O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, nomeou o médico veterinário Laurício Monteiro Cruz como novo diretor do departamento de imunizações e doenças transmissíveis do Ministério da Saúde. Cruz ficará responsável por coordenar medidas de controle de doenças transmissíveis, como a Covid-19, e deve atuar nas discussões sobre a estratégia de uma possível vacinação para a Covid-19.
O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, nomeou o médico veterinário Laurício Monteiro Cruz como novo diretor do departamento de imunizações e doenças transmissíveis do Ministério da Saúde. Cruz ficará responsável por coordenar medidas de controle de doenças transmissíveis, como a Covid-19, e deve atuar nas discussões sobre a estratégia de uma possível vacinação para a Covid-19.
A função é subordinada à secretaria de vigilância em saúde, hoje ocupada pelo farmacêutico Arnaldo Medeiros, que havia sido indicado pelo centrão, bloco formado por partidos como PL, PSD, Solidariedade, PP e Republicanos. A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (31).
Cruz é mestre em medicina veterinária pela Universidade de Brasília e presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Distrito Federal. Também trabalhou na diretoria de vigilância em saúde do DF no controle de leishmaniose e fez especialização em vigilância sanitária, com foco na leishmaniose visceral em cães.
A nomeação de Cruz foi questionada por meio de mensagem em redes sociais pelo ex-secretário da área na pasta, Wanderson Oliveira. "Nada contra os veterinários, mas essa pessoa que colocaram para coordenar o Programa Nacional de Imunização é um veterinário sem experiência com imunização", disse. "É lamentável que estejamos vendo esse desmonte da SVS [secretaria de vigilância em saúde]."
Cruz ocupará o lugar de Marcelo Wada, também formado em veterinária, mas com mestrado em saúde coletiva e servidor de carreira do ministério. Ele ocupava o cargo de forma interina. Antes, o cargo foi ocupado pelo médico infectologista Julio Croda, que deixou a pasta em meio a divergências com o governo no início do combate à Covid-19.
Questionado, o Ministério da Saúde afirma que o novo diretor tem experiência na área de vigilância ambiental e epidemiológica como servidor de carreira do governo do DF, onde foi subsecretário substituto de vigilância em saúde.
"Essa ampla experiência de gestão na área de vigilância em saúde motivou sua indicação para diretoria do DEIDT/SVS, departamento do Ministério da Saúde responsável, entre outras atribuições, por definir normas e diretrizes para a vigilância epidemiológica e controle de doenças transmissíveis e imunopreveníveis", aponta.
"É importante destacar que o médico veterinário tem um papel relevante na prevenção de doenças transmissíveis que estão diretamente ligadas à saúde humana."
Segundo a pasta, o controle do Programa Nacional de Imunizações, que é vinculado ao departamento chefiado por Cruz, deve continuar a cargo da enfermeira Francieli Fantinato.
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO