Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

transportes

- Publicada em 19h48min, 18/08/2020.

Prefeitura de Porto Alegre encaminha pacote de mobilidade à Câmara

Projetos fazem parte de cinco medidas de priorização do transporte coletivo

Projetos fazem parte de cinco medidas de priorização do transporte coletivo


CLAITON DORNELLES/ARQUIVO/JC
A prefeitura de Porto Alegre encaminhou para a Câmara Municipal, nesta terça-feira (18), o pacote de mobilidade urbana da Capital. São cinco projetos, entre eles o que prevê a cobrança de uma "tarifa de congestionamento" no Centro da cidade, que foi encaminhado com alterações.
A prefeitura de Porto Alegre encaminhou para a Câmara Municipal, nesta terça-feira (18), o pacote de mobilidade urbana da Capital. São cinco projetos, entre eles o que prevê a cobrança de uma "tarifa de congestionamento" no Centro da cidade, que foi encaminhado com alterações.
O pacote enviado traz duas mensagens retificativas. No projeto sobre o pedágio urbano (PLCE 001/20), o novo texto altera critérios e o alcance do novo ordenamento. A prefeitura, no entanto, não divulgou que alterações são essas. A proposta é um dos pontos polêmicos do projeto e gerou discussão na Capital. A outra mensagem retificativa se refere ao PLE 002/20, que autoriza o Executivo a conceder descontos na tarifa do transporte coletivo por ônibus e também não foi detalhada.
As cinco medidas propostas incluem ainda receitas extra tarifárias, alterações na emissão do Cartão Passagem Escolar, revisão da lei do Sistema de Transporte Público de Passageiros de Porto Alegre (STPOA) e ampla revisão na legislação dos ônibus.
Segundo o secretário extraordinário de Mobilidade Urbana de Porto Alegre, Rodrigo Tortoriello, os projetos buscam "mudar a lógica do transporte coletivo", reduzindo o uso do veículos privados e estimulando o uso do transporte público.
Comentários CORRIGIR TEXTO