Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Clima

- Publicada em 11h53min, 23/07/2020. Atualizada em 12h17min, 23/07/2020.

Chuva e ventos voltam ao Rio Grande do Sul nesta sexta-feira

A volta da chuva acaba com uma semana de trégua com sol, após ciclones e temporais

A volta da chuva acaba com uma semana de trégua com sol, após ciclones e temporais


LUIZA PRADO/JC
Depois de uma semana de sol e temperaturas elevadas, o Rio Grande do Sul vai experimentar a mudança no tempo com mais umidade e o friozinho de volta. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) projeta para esta sexta-feira (24) a volta das chuvas e dos ventos. O fim de semana deve se manter com muita precipitação. 
Depois de uma semana de sol e temperaturas elevadas, o Rio Grande do Sul vai experimentar a mudança no tempo com mais umidade e o friozinho de volta. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) projeta para esta sexta-feira (24) a volta das chuvas e dos ventos. O fim de semana deve se manter com muita precipitação. 
A previsão é de chuvas com intensidade moderada a forte, acompanhadas de trovoadas isoladas e rajadas de vento de até 60 km/h em áreas isoladas do Sul, Oeste e Centro do Estado, informou o instituto em boletim de "perigo potencial".
O meteorologista do Inmet Rogério Rezende associa a mudança à formação de uma frente fria, que está entrando pelo Uruguai. A chuva pode ser registrada ainda na noite desta quinta-feira (23) na Fronteira Oeste, diz ele.
Nesta sexta, a chuva se espalha, incluindo Porto Alegre. Talvez o Litoral Norte e Serra possam ainda não ter a precipitação nesta sexta. Somente no domingo (26) deve ter melhora, com temperatura "padrão inverno", esclarece Rezende. A mínima pode ser de 6ºC. 
O tempo bom recente tem relação com um bloqueio atmosférico, que impede maior instabilidade. Isso muda com a entrada da frente fria. Sábado deve registrar chuvas mais fortes e ventos. "Acabou o veranico", avisa Rezende.
A próxima semana começa com instabilidade, com chuva mais fraca e frio. O meteorologista diz que a umidade vai ficar elevada até o fim de julho. "Semana que vem está complicado porque quase todo o dia tem sistema de chuvas, que também se alteram muito rapidamente", previne. 
Comentários CORRIGIR TEXTO