Porto Alegre, quinta-feira, 24 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 24 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

SAÚDE

- Publicada em 17h44min, 19/07/2020. Atualizada em 18h22min, 19/07/2020.

Ministério da Saúde repassa R$ 480 mil para novas UTIs do Hospital de São Jerônimo

HSJ, referência para mais de 110 mil gaúchos, terá 10 novos leitos de UTI para atendimento à Covid

HSJ, referência para mais de 110 mil gaúchos, terá 10 novos leitos de UTI para atendimento à Covid


HCSJ/DIVULGAÇÃO/CIDADES
O Ministério da Saúde publicou portaria que autoriza a liberação de R$ 480 mil mensais, pelo período de três meses, para custeio de dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o Hospital de Caridade de São Jerônimo (HSJ). Cinco leitos já foram habilitados para atender a pacientes com Covid-19, outros cinco serão disponibilizados ainda ao longo de julho.
O Ministério da Saúde publicou portaria que autoriza a liberação de R$ 480 mil mensais, pelo período de três meses, para custeio de dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para o Hospital de Caridade de São Jerônimo (HSJ). Cinco leitos já foram habilitados para atender a pacientes com Covid-19, outros cinco serão disponibilizados ainda ao longo de julho.
A demanda, atendida pelo ministro da Saúde Eduardo Pazuello, foi intermediada pelo deputado federal gaúcho Ubiratan Sanderson (PSL), e atende a apelo de prefeitos da Região Carbonífera. Segundo o parlamentar, os municípios vinham cobrando maior atenção e destacando que houve maior disponibilidade de materiais e equipamentos a outras regiões do Estado.
O HSJ é o único hospital da Região Carbonífera e atende, alem da população local, pessoas dos municípios de Arroio dos Ratos, Barão do Triunfo, Butiá, Charqueadas, General Câmara, Minas do Leão, e da Região metropolitana de Porto Alegre, sendo centro de referência para o atendimento à saúde de mais de 110 mil gaúchos.
Comentários CORRIGIR TEXTO