Porto Alegre, domingo, 28 de junho de 2020.
Dia do Ministério Público Estadual.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 28 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Soliedariedade

28/06/2020 - 20h43min. Alterada em 28/06 às 20h57min

Parada solidária da comunidade LGBTQI+ arrecada 10 mil itens para a campanha do agasalho

Arrecadação das doações pela Parada LGBTI teve drive-thru no Parque da Redenção

Arrecadação das doações pela Parada LGBTI teve drive-thru no Parque da Redenção


LUIZA PRADO/JC
Adriana Lampert
A versão solidária da Parada de luta LGBTQI+ em Porto Alegre resultou em um caminhão repleto de roupas, cobertores, travesseiros, edredons e calçados. No total, foram 10,1 mil itens doados para serem distribuídos à população carente. Adaptado às restrições da pandemia de Covid-19, o evento ocorreu neste domingo (28/06) em um drive-thru montado no Parque da Redenção, na área da avenida Setembrina.
A versão solidária da Parada de luta LGBTQI+ em Porto Alegre resultou em um caminhão repleto de roupas, cobertores, travesseiros, edredons e calçados. No total, foram 10,1 mil itens doados para serem distribuídos à população carente. Adaptado às restrições da pandemia de Covid-19, o evento ocorreu neste domingo (28/06) em um drive-thru montado no Parque da Redenção, na área da avenida Setembrina.
Promovida pela coordenadoria da Diversidade Sexual da Prefeitura de Porto Alegre, a atividade em comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBT contou com a Miss Trans Diversidade da Capital, Bruna Ferraz, e as apresentadoras Glória Cristal e Charlene Voluntaire recepcionando os carros do público que participou da ação solidária. Centenas de porto-alegrenses levaram ao local, além de roupas, também alimentos.
“Fizemos nossa parte como cidadãos. Nosso dia de orgulho serviu para mostrar que nós somos parte da sociedade, e não pensamos de forma isolada, mas sim como um todo”, afirma o coordenador municipal de Diversidade Sexual e Gênero da Secretaria de Desenvolvimento Social e Esporte, Dani Boeira. “Estamos reinventando a Parada LGBTQI+, trazendo solidariedade, empatia e mais amor às pessoas em situação de vulnerabilidade social”.
Pela manhã, o prefeito Nelson Marchezan Júnior e da primeira-dama Tainá Vidal foram conferir o novo formato da celebração da data sem aglomerações. Há um ano, o Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+ passou a ser incluído no calendário de datas comemorativas da Capital para conscientizar a sociedade sobre a importância do combate ao preconceito. “Tradicionalmente, teríamos hoje uma homenagem orgulho gay, mas em virtude da pandemia o evento foi transformado em um ato de solidariedade, carinho e doação. A parada se reinventa e, na mesma data e no mesmo local”, afirmou Marchezan Júnior. 
Os agasalhos arrecadados serão encaminhados para quarentena e ficarão por 14 dias no posto de triagem. Após, serão separados e entregues a quem precisa. Alimentos, cestas básicas e material de limpeza serão doados à comunidade e aos artistas LGBTQI+, que neste momento estão sem renda.
Comentários