Porto Alegre, segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Dia da Telefonista.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 29 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Coronavírus

Notícia da edição impressa de 29/06/2020. Alterada em 28/06 às 20h48min

Primeira morte no Brasil aconteceu em 12 de março e não no dia 16

Primeira morte por coronavírus no Brasil ocorreu em São Paulo, quatro dias antes do que se sabia até agora

Primeira morte por coronavírus no Brasil ocorreu em São Paulo, quatro dias antes do que se sabia até agora


NELSON ALMEIDA/AFP/JC
O Ministério da Saúde informou que a primeira morte por Covid-19 no Brasil aconteceu no dia 12 de março, em São Paulo. De acordo com a nota divulgada neste domingo (28) pela pasta, a vítima foi uma mulher de 57 anos, que havia sido internada no Hospital Municipal Dr. Carmino Caricchio no dia 11 de março. O óbito em decorrência do novo coronavírus foi confirmado por exames laboratoriais.
O Ministério da Saúde informou que a primeira morte por Covid-19 no Brasil aconteceu no dia 12 de março, em São Paulo. De acordo com a nota divulgada neste domingo (28) pela pasta, a vítima foi uma mulher de 57 anos, que havia sido internada no Hospital Municipal Dr. Carmino Caricchio no dia 11 de março. O óbito em decorrência do novo coronavírus foi confirmado por exames laboratoriais.
Até então, acreditava-se que a primeira morte havia sido no dia 16 de março, também em São Paulo. Já o segundo óbito ocorreu no dia 15 de março. Em 16 de março, agora, estão registrados três óbitos, todos em São Paulo. E no dia 17 de março foram confirmadas quatro mortes, duas em São Paulo e duas no Rio de Janeiro.
A fonte de dados de óbitos por data de ocorrência é o Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe), que é o sistema oficial brasileiro de registro de hospitalizações e óbitos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). De acordo com o ministério, "eventuais divergências" podem ocorrer pelo tempo em que se leva entre o óbito, sua confirmação e o registro no sistema pelos estados e municípios.
Comentários