Porto Alegre, segunda-feira, 18 de maio de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 18 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Entretenimento

Alterada em 18/05 às 12h17min

Serviço do Globoplay é hackeado e envia mensagens para assinantes

Folhapress
O serviço de envio de notificações do Globoplay foi hackeado no último sábado (16), e enviou uma série de notificações que dariam a entender que a plataforma de streaming da Globo havia sido invadida.
O serviço de envio de notificações do Globoplay foi hackeado no último sábado (16), e enviou uma série de notificações que dariam a entender que a plataforma de streaming da Globo havia sido invadida.
Ao perceber o problema, a plataforma logo avisou seus clientes, via redes sociais, que não havia motivo para se preocuparem com seus dados pessoais, uma vez que apenas o sistema de "push" havia sido invadido.
A comunicação da Globo confirmou que o sistema, gerenciado por uma empresa parceira, foi alvo de uma ação de cibervandalismo no sábado. "Nenhuma informação dos usuários, assinantes ou não, foi comprometida. O sistema de push notifications não se conecta com os bancos de dados dos nossos usuários e nem a qualquer outro sistema. Os invasores se limitaram a enviar as mensagens para toda a base, no que se chama tecnicamente de broadcast push, sem que os destinatários tenham sido individualizados", diz uma nota da empresa.
"Não existe qualquer risco em usar o Globoplay, em qualquer plataforma. Não é necessário desinstalar o aplicativo nem trocar senha. Os usuários devem deletar as notificações cujo texto começa com "Hacked by...". Essas notificações direcionam o usuário para o site do grupo invasor", orientou a plataforma.
Em seguida, a plataforma afirma que irá trabalhar junto aos parceiros para reforçar medidas de segurança que minimizem os riscos de novos incidentes.
Comentários