Porto Alegre, quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Turismo

Alterada em 20/02 às 17h29min

Parque estadual de Itapuã recebe o dobro de visitas em relação a 2019

Na Praia de Fora, o limite diário de ocupação é de até 300 pessoas

Na Praia de Fora, o limite diário de ocupação é de até 300 pessoas


LINA HASELOF/SEMA/DIVULGAÇÃO/JC
Um mês após a abertura de três praias do parque estadual de Itapuã, em Viamão, as visitas praticamente duplicaram em relação à mesma época de 2019. Entre os dias 15 de janeiro e 15 de fevereiro do ano passado, 2.228 pessoas visitaram o parque. No mesmo período deste ano, foram 4.341.
Um mês após a abertura de três praias do parque estadual de Itapuã, em Viamão, as visitas praticamente duplicaram em relação à mesma época de 2019. Entre os dias 15 de janeiro e 15 de fevereiro do ano passado, 2.228 pessoas visitaram o parque. No mesmo período deste ano, foram 4.341.
Segundo nota divulgada pela Secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura do Estado, a gestão do parque ainda está testando a melhor maneira de manter as visitas e a preservação. Os testes, com alterações semanais no cronograma e no limite de visitantes por praia, seguirão variando até o fim do verão. A previsão é de que as três praias fiquem abertas durante a semana e, a cada final de semana, uma delas feche de forma alternada.
O parque de Itapuã consta na lista de unidades de conservação estadual que poderão ser concedidos à inciativa privada, a partir de 2021, para a exploração turística. A administração, no entanto, continuaria sendo feita pelo pode público.
Outras quatro, das 23 unidades de conservação estaduais, poderão entrar no modelo de parceria público-privado: os parques de Itapeva, Turvo, Tainhas e Delta do Jacuí.