Porto Alegre, terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Minas Gerais

Notícia da edição impressa de 17/02/2020. Alterada em 16/02 às 20h47min

Justiça aceita denúncia contra 16 pessoas pela tragédia de Brumadinho

A Justiça aceitou, na sexta-feira (14), denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) contra 16 pessoas envolvidas no rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, em janeiro de 2019. Com a decisão, os investigados passam à condição de réus no processo.
A Justiça aceitou, na sexta-feira (14), denúncia do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG) contra 16 pessoas envolvidas no rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho, em janeiro de 2019. Com a decisão, os investigados passam à condição de réus no processo.
No mês passado, os promotores responsabilizaram criminalmente funcionários da mineradora Vale e da empresa Tüv Süd pela tragédia. De acordo com o MP, os denunciados devem responder na Justiça pelo crime de homicídio doloso, quando há intenção de matar, porque teriam responsabilidade na morte de 270 pessoas, que foram soterradas pela avalanche de rejeitos da represa. Desde a tragédia, o Corpo de Bombeiros permanece realizando buscas para encontrar os corpos.