Porto Alegre, terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Saúde

Notícia da edição impressa de 12/02/2020. Alterada em 11/02 às 20h51min

Governo do RS e Unesco se unem no combate à Aids

O governo do Estado e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) lançaram nesta terça-feira (11) o Projeto Tecnologias Sociais Inovadoras de Educação e Saúde para a Prevenção de infecções sexualmente transmissíveis/aids em jovens. O foco é a prevenção. O Rio Grande do Sul tem um dos maiores índices infecção pelo HIV no País, com taxa de detecção de infectados de 27,2 pessoas para cada 100 mil habitantes, enquanto em nível nacional é de 17,8.
O governo do Estado e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) lançaram nesta terça-feira (11) o Projeto Tecnologias Sociais Inovadoras de Educação e Saúde para a Prevenção de infecções sexualmente transmissíveis/aids em jovens. O foco é a prevenção. O Rio Grande do Sul tem um dos maiores índices infecção pelo HIV no País, com taxa de detecção de infectados de 27,2 pessoas para cada 100 mil habitantes, enquanto em nível nacional é de 17,8.
Durante os quatro anos do programa, consultores especializados da Unesco prestarão auxílio às prefeituras e às secretarias municipais e estaduais no desenvolvimento de tecnologias sociais inovadoras de educação e prevenção ao HIV, além de estratégias de comunicação para incentivar comportamentos mais seguros com relação à sexualidade. O investimento será de R$ 1,1 milhão a cada ano.