Porto Alegre, sábado, 26 de setembro de 2020.
Dia Nacional dos Surdos.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 26 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Tributos

- Publicada em 18h08min, 04/02/2020. Atualizada em 19h56min, 04/02/2020.

Prefeitura de Porto Alegre recebe 2,3 mil pedidos de revisão do IPTU

Com a nova Planta de Valores do IPTU, tributo tende a ficar até 10% mais caro

Com a nova Planta de Valores do IPTU, tributo tende a ficar até 10% mais caro


CLAITON DORNELLES /JC
A prefeitura de Porto Alegre recebeu 2.314 pedidos de contestação dos valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2020. O processo de revisão, aberto em 3 de janeiro, foi encerrado nessa segunda-feira (3).
A prefeitura de Porto Alegre recebeu 2.314 pedidos de contestação dos valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2020. O processo de revisão, aberto em 3 de janeiro, foi encerrado nessa segunda-feira (3).
Apesar de registrar um aumento de 74,77% em relação às solicitações do ano passado, a procura por revisão do tributo foi considerada baixa. Segundo o superintendente adjunto da Receita Municipal, Christian Fouchard Justin, a Receita Municipal projetava cerca de 10 mil pedidos principalmente devido à nova Planta Genérica de Valores do IPTU, cujos valores poderiam ficar até 10% mais elevados dependendo da localização e padrão do imóvel.
Ainda não há prazo definido para a resposta da prefeitura às impugnações. A partir de agora, a Receita Municipal irá analisar os pedidos. Os contribuintes serão devidamente comunicados do resultado. Aos que tiverem seus pedidos deferidos, será concedido um novo prazo de pagamento do imposto, ainda com a garantia do desconto de 10%. Quem tiver a contestação indeferida terá de pagar o tributo sem desconto e até multas por atraso, caso seja fora do prazo normal de quitação.
Comentários CORRIGIR TEXTO