Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 31 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

31/01/2020 - 10h37min. Alterada em 31/01 às 11h23min

Suspeita de coronavírus em Gravataí é descartada

Para comprovar se é um caso de coronavírus, é coletado material e encaminhado à análise laboratorial

Para comprovar se é um caso de coronavírus, é coletado material e encaminhado à análise laboratorial


MARIJAN MURAT/DPA/AFP/JC
Luciane Medeiros
Um dos dois casos suspeitos de coronavírus investigados no Rio Grande do Sul foi descartado pelas equipes médicas. A mulher de 27 anos, moradora de Gravataí que esteve na China em viagem, foi atendida na noite de quarta-feira no Hospital Dom João Becker, na cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA).
Um dos dois casos suspeitos de coronavírus investigados no Rio Grande do Sul foi descartado pelas equipes médicas. A mulher de 27 anos, moradora de Gravataí que esteve na China em viagem, foi atendida na noite de quarta-feira no Hospital Dom João Becker, na cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA).
Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa, que responde pelo hospital, após o atendimento foi verificado que ela não preenchia os requisitos para se enquadrar em um caso de coronavírus. Ela foi liberada e está em casa, seguindo monitorada.
A informação já foi encaminhada à Secretaria Estadual da Saúde (SES) e ao Ministério da Saúde, que estão divulgando apenas um boletim diário atualizado dos casos suspeitos de contaminação pelo vírus.
O Rio Grande do Sul tem ainda outro caso em investigação, de um morador de Novo Hamburgo de 54 anos que reside em Hong Kong. Segundo a SES, ele está em isolamento domiciliar, após apresentar sintomas de febre e dificuldade respiratória, que estão entre os identificados com o coronavírus.
Já foi coletado material, que está sob análise no Laboratório Central do Estado (Lacen). Amostras de secreção respiratória também foram encaminhadas para o laboratório de referência para análise do coronavírus, a Fiocruz, no Rio de Janeiro.
O Brasil já tem nove casos de suspeita em investigação. Desde a primeira notificação, outros 33 casos foram descartados. Nesta quinta-feira (30), a disseminação dos casos de coronavírus passou a ser considerada como emergência internacional de saúde pública de importância global pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
Nesta sexta-feira (31), a China atualizou que o número de morto no país já chega a 213 pessoas, com mais de 9.600 infectados.
Com agências
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia