Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

29/01/2020 - 13h36min. Alterada em 29/01 às 13h51min

Homem com suspeita de coronavírus no RS tem Gripe A

Paciente de 40 anos teve febre alta e ficou no isolamento na UPA Scharlau

Paciente de 40 anos teve febre alta e ficou no isolamento na UPA Scharlau


PREFEITURA DE SÃO LEOPOLDO/FACEBOOK/DIVULGAÇÃO/JC
Luciane Medeiros
A prefeitura de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA), informou no início da tarde desta quarta-feira (29) que o paciente internado na UPA Scharlau, com suspeita de coronavírus, está com Gripe H1N1, também chamada de Gripe A. O diagnóstico foi possível após a análise das amostras de material coletado na terça-feira (28), enviado ao Laboratório Central do Estado, (Lacen). 
A prefeitura de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA), informou no início da tarde desta quarta-feira (29) que o paciente internado na UPA Scharlau, com suspeita de coronavírus, está com Gripe H1N1, também chamada de Gripe A. O diagnóstico foi possível após a análise das amostras de material coletado na terça-feira (28), enviado ao Laboratório Central do Estado, (Lacen). 
A partir do resultado, o paciente será medicado para o devido tratamento, que é realizado com Tamiflu, e será liberado, ficando em isolamento domiciliar.
O homem de 40 anos chegou ao posto de saúde na terça-feira com sintomas de febre alta e ficou internado no isolamento. Ele reside em Kunming, na China, mas a mais de 1,5 mil quilômetros de Wuhan, cidade onde surgiram os primeiros casos do vírus. 
O segundo caso suspeito, de um amigo que teve contato com o primeiro, e apresentou quadro febril na noite de terça-feira, também apresentou melhora, e não apresentou nenhuma alteração nos exames laboratoriais. Haja visto que a suspeita se devia pelo contato com o primeiro paciente oriundo da China, também receberá medicamento para Gripe H1N1.
Em nota, a prefeitura de São Leopoldo informou que aguarda a manifestação do governo do Rio Grande do Sul, uma vez que outras cidades da região também  apresentam casos suspeitos de contaminação pelo coronavírus. 
Ministério da Saúde segue monitorando um caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais. Um terceiro caso, no Paraná, já foi descartado pelo órgão federal. 
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) vai divulgar novo boletim atualizado sobre o caso no final da tarde desta quarta. Na terça-feira, em nota, a Secretaria esclareceu que o paciente foi tratado de acordo com as orientações do Ministério da Saúde, que inclui o isolamento dos demais pacientes da unidade. Outro caso que chegou a ser analisado na semana passada, foi descartado como suspeita.
Em comunicado, a SES disse que “estão redobradas as atenções para pessoas que estiveram em qualquer região da China nos últimos 14 dias e que, no retorno ao Brasil, apresentem febre e algum outro sintoma respiratório”.
Enquanto os estudos sobre o vírus seguem em andamento, sabe-se que a contaminação mais comum é através do ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro ou tosse. Na China, já foram confirmadas 132 mortes em decorrência do coronavírus.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia