Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 14 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

Saúde

Alterada em 14/01 às 03h00min

Rio Grande do Sul tem 99 municípios em alerta contra a dengue

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) divulgou ontem que o Rio Grande do Sul tem 99 cidades em situação de alerta ou de alto risco de transmissão de dengue, chikungunya e zika. O número representa os municípios onde mais de 1% dos imóveis vistoriados por agentes de endemias apresentaram larvas do mosquito Aedes aegypti.
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) divulgou ontem que o Rio Grande do Sul tem 99 cidades em situação de alerta ou de alto risco de transmissão de dengue, chikungunya e zika. O número representa os municípios onde mais de 1% dos imóveis vistoriados por agentes de endemias apresentaram larvas do mosquito Aedes aegypti.
Só no ano passado, mais de 1,4 mil casos dessas três doenças transmitidas pelo inseto foram registrados no Estado. Entre os 99 municípios, a situação é de maior atenção nas cidades de Bom Progresso, Jaboticaba, São José das Missões, Quinze de Novembro, Alecrim, Alegria, Salto do Jacuí, São Leopoldo, São Nicolau e Tuparendi. Nessas localidades, segundo o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre outubro e dezembro de 2019, o Índice de Infestação Predial (IIP) foi superior a 4%
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia