Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 29 de novembro de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

Minas Gerais

Alterada em 29/11 às 03h00min

Acordo mantém auxílio para vítimas de Brumadinho

A Vale acordou a prorrogação por 10 meses do pagamento de auxílio para as pessoas atingidas pelo rompimento da barragem em Brumadinho, ocorrido em janeiro. Os valores foram mantidos, com um salário-mínimo por adulto vitimado pelo rompimento, meio salário-mínimo por adolescente e um quarto por criança.
A Vale acordou a prorrogação por 10 meses do pagamento de auxílio para as pessoas atingidas pelo rompimento da barragem em Brumadinho, ocorrido em janeiro. Os valores foram mantidos, com um salário-mínimo por adulto vitimado pelo rompimento, meio salário-mínimo por adolescente e um quarto por criança.
O benefício continuará sendo pago para um número de pessoas estimado entre 10 mil e 15 mil. Elas residiam, na data do rompimento, nas comunidades de Córrego do Feijão, Parque da Cachoeira, Alberto Flores, Cantagalo, Pires e nas margens do Córrego Ferro-Carvão, além das pessoas que participam dos programas de apoio da mineradora.
As demais que não se encaixam nesses critérios, um total entre 93 mil e 98 mil beneficiários, vão receber 50% do auxílio emergencial por mais 10 meses a partir de 25 de janeiro de 2020.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia