Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de novembro de 2019.
Dia Mundial do Urbanismo.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transportes

Alterada em 08/11 às 15h51min

Trensurb abre consulta pública sobre concessão de espaços publicitários

Pessoas podem acessar detalhes do projeto e enviar questionamentos, comentários e sugestões

Pessoas podem acessar detalhes do projeto e enviar questionamentos, comentários e sugestões


A Trensurb abriu consulta pública sobre a concessão de espaços comerciais publicitários em áreas como  estações, dentro dos trens e ao longo dos trilhos. A consulta foi aberta na quarta-feira (6), com regras divulgadas no Diário Oficial da União (DOU). As pessoas podem acessar detalhes do projeto para recebimento de questionamentos, comentários e sugestões.
A Trensurb abriu consulta pública sobre a concessão de espaços comerciais publicitários em áreas como  estações, dentro dos trens e ao longo dos trilhos. A consulta foi aberta na quarta-feira (6), com regras divulgadas no Diário Oficial da União (DOU). As pessoas podem acessar detalhes do projeto para recebimento de questionamentos, comentários e sugestões.
As pessoas podem sugerir alterações nas especificações do projeto. A intenção é conceder a uma empresa a responsabilidade pela mediação da publicidade em propriedades da Trensurb, que tem um fluxo de 170 mil pessoas em dias úteis.
A consulta será encerrada em 29 de novembro, às 17h. O edital para participação está disponível no site da Trensurb, na seção ‘Consulta Pública’. Em nota, a Trensurb afirmou que fica a critério da empresa “a adoção ou não dos termos propostos quando da realização do processo licitatório”. 
A concessão busca ampliar as receitas não operacionais da empresa, reduzindo a dependência a verbas da União. A estatal já foi incluída na lista de privatizações do governo federal, mas até agora não há definição sobre esta medida.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia