Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de setembro de 2019.
Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Rio de Janeiro

Edição impressa de 16/09/2019. Alterada em 16/09 às 03h00min

Hospital incendiado no Rio ainda tem 57 pessoas internadas

Em nota divulgada à imprensa na tarde de ontem, o Hospital Badim informou que está com um total de 57 pacientes internados em unidades hospitalares públicas e privadas do Rio de Janeiro após o incêndio ocorrido na quinta-feira, que provocou 11 mortes. Vinte pacientes foram liberados e já voltaram para casa. Já o número de familiares e colaboradores internados no momento continua o mesmo: 20.
Em nota divulgada à imprensa na tarde de ontem, o Hospital Badim informou que está com um total de 57 pacientes internados em unidades hospitalares públicas e privadas do Rio de Janeiro após o incêndio ocorrido na quinta-feira, que provocou 11 mortes. Vinte pacientes foram liberados e já voltaram para casa. Já o número de familiares e colaboradores internados no momento continua o mesmo: 20.
O estabelecimento, localizado na Zona Norte da capital fluminense, efetuou a transferência dos pacientes ainda durante o incêndio. "A maior parte das pessoas segue internada para a continuidade do tratamento das patologias que motivaram suas admissões no Hospital Badim e não por conta da inalação de fumaça", diz a nota.
O corpo médico visita diariamente todos os pacientes que continuam internados e acompanha a evolução de seus estados de saúde. "Nosso Grupo de Apoio Multiprofissional segue oferecendo atendimento aos familiares dos pacientes", prossegue o boletim. O hospital reafirmou o "profundo agradecimento às incontáveis manifestações de ajuda e solidariedade que temos recebido desde o ocorrido".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia