Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de agosto de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Mobiliário Urbano

Alterada em 01/08 às 18h17min

Vencedora de licitação pelos relógios de rua será conhecida ainda em agosto

Empresa vencedora terá 24 meses para concluir a instalação dos equipamentos

Empresa vencedora terá 24 meses para concluir a instalação dos equipamentos


MARCO QUINTANA/JC
Com data marcada para esta quinta-feira (1°), a abertura das propostas financeiras do edital dos relógios de rua de Porto Alegre foi adiada, devido a um recurso interposto por uma das empresas habilitadas no processo de licitação. As duas empresas e os dois consórcios participantes têm o prazo de cinco dias para apresentarem contrarrazões.
Com data marcada para esta quinta-feira (1°), a abertura das propostas financeiras do edital dos relógios de rua de Porto Alegre foi adiada, devido a um recurso interposto por uma das empresas habilitadas no processo de licitação. As duas empresas e os dois consórcios participantes têm o prazo de cinco dias para apresentarem contrarrazões.
Conforme nota divulgada pela prefeitura de Porto Alegre, a análise técnica das propostas pontuou igualmente as quatro empresas, e a proposta financeira deverá ser o fator determinante no resultado do certame. O valor mínimo de outorga a ser paga ao município é de R$ 7 milhões, com pagamento de 20% na assinatura do contrato. A instalação dos equipamentos deve começar até o final do ano, conforme o executivo municipal.
Participam do processo de licitação dos equipamentos as empresas Brasil Outdoor, JC Decaux, consórcio All Space Poa e consórcio Inova Poa. Vencido o prazo de recurso e conhecido o vencedor, a empresa classificada em primeiro lugar poderá instalar o protótipo do novo relógio no prazo de 45 dias e terá 24 meses para concluir a instalação dos equipamentos. 
A empresa vencedora também será a responsável por conservar e realizar a manutenção dos relógios por dez anos e terá que retirar os cerca de 50 equipamentos desativados e ainda existentes nas ruas da cidade. A empresa terá o direito de explorar comercialmente os aparelhos, através de publicidade afixada neles.
Além de informarem hora e temperatura, os relógios serão equipados com câmeras de segurança, medidores de radiação solar e painel de mensagens ao cidadão e wi-fi gratuito.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia