Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 23 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

Edição impressa de 23/07/2019. Alterada em 23/07 às 03h00min

Região Metropolitana tem risco de tempestades até amanhã

A Defesa Civil de Porto Alegre alertou para o risco de tempestades na cidade até a tarde de amanhã. A previsão é de volumes de chuva entre 50 e 100 milímetros por dia e ventos intensos de 60 a 100 quilômetros por hora. Além da Região Metropolitana, pode haver ocorrência de temporais em áreas do Sul, Oeste, Centro e Leste.
A Defesa Civil de Porto Alegre alertou para o risco de tempestades na cidade até a tarde de amanhã. A previsão é de volumes de chuva entre 50 e 100 milímetros por dia e ventos intensos de 60 a 100 quilômetros por hora. Além da Região Metropolitana, pode haver ocorrência de temporais em áreas do Sul, Oeste, Centro e Leste.
Segundo o diretor-geral da Defesa Civil, coronel Evaldo Rodrigues de Oliveira Júnior, o alerta tem como finalidade a prevenção de situações perigosas para a população, mas os temporais podem ser mais ou menos graves do que o previsto. "Há risco de corte de energia elétrica, queda de árvores e de alagamentos", ressalta.
Apesar da previsão de tempestades só até quarta-feira, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) indica que a chuva permanecerá no Rio Grande do Sul durante toda a semana. As marcas registrarão declínio leve e gradual, passando de temperaturas entre 10 e 26 graus hoje para 6 a 21 graus na sexta-feira.
Em caso de emergência, a orientação é acionar a Defesa Civil, através do telefone 199, ou o Corpo de Bombeiros, pelo 193. A pasta instrui, ainda, que a população busque abrigo em locais seguros, se mantenha afastada de postes, árvores e placas de publicidade, desligue seus aparelhos da rede elétrica e não entre em locais alagados.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia