Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de julho de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Meio Ambiente

11/07/2019 - 16h04min. Alterada em 11/07 às 16h04min

Barragem se rompe em distrito na Bahia e município vizinho emite alerta de enchente

Agência O Globo
Uma barragem se rompeu no distrito de Quati, em Pedro Alexandre, no nordeste da Bahia, na divisa com o Sergipe, a cerca de 350 quilômetros de Salvador, na manhã desta quinta-feira. De acordo com a Defesa Civil do estado, famílias que viviam no local conseguiram deixar suas casas e não há registro de feridos. A preocupação é maior com o município vizinho, Coronel João Sá. O órgão recomendou que moradores da cidade, sob risco de enchente, deixem a região.
Uma barragem se rompeu no distrito de Quati, em Pedro Alexandre, no nordeste da Bahia, na divisa com o Sergipe, a cerca de 350 quilômetros de Salvador, na manhã desta quinta-feira. De acordo com a Defesa Civil do estado, famílias que viviam no local conseguiram deixar suas casas e não há registro de feridos. A preocupação é maior com o município vizinho, Coronel João Sá. O órgão recomendou que moradores da cidade, sob risco de enchente, deixem a região.
Ainda não há informação sobre a composição da barragem. As fortes chuvas na área do Rio do Peixe podem ter contribuído para o rompimento da estrutura, informou a Defesa Civil.
O prefeito de Coronel João Sá, Carlinhos Sobral (MDB), publicou um vídeo nas redes sociais alertando sobre o risco de moradores continuarem nas casas. Há famílias que se recusam a sair de suas residências.
"Pessoal, a barragem do Quati estourou. É uma situação atípica. Nunca aconteceu isso com essa barragem. Nós não sabemos as consequências. Eu peço encarecidamente que todas a as pessoas que moram nas áreas de risco que saiam das suas casas, que peguem seus documentos pessoais, peguem seus objetos de valores, o que puderem levar. A gente não sabe ainda as consequências, nunca passamos por ela. É melhor prevenir. Estou monitorando. Todas as escolas já estão disponíveis para receber as pessoas", afirmou o prefeito.
Segundo a prefeitura, escolas estão recebendo os moradores. São elas os colégios municipais Maria Dalva, Ruy Barbosa, Juracy Magalhães e também o Paraíso Infantil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia