Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 09 de julho de 2019.
Feriado em São Paulo - Revolução Constitucionalista.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Infraestrutura

Edição impressa de 09/07/2019. Alterada em 08/07 às 21h26min

Trecho 3 da orla tem quatro habilitados para construção

Trecho vai da foz do Arroio Dilúvio ao Parque Gigante do Beira-Rio

Trecho vai da foz do Arroio Dilúvio ao Parque Gigante do Beira-Rio


MARCO QUINTANA/JC
Três empresas e um consórcio tiveram propostas de habilitação aprovadas para as obras de revitalização do trecho 3 da orla do Guaíba, entre a foz do Arroio Dilúvio e o Parque Gigante do Beira-Rio. A análise foi concluída e publicada ontem no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa). A expectativa é iniciar as obras em agosto deste ano.
Três empresas e um consórcio tiveram propostas de habilitação aprovadas para as obras de revitalização do trecho 3 da orla do Guaíba, entre a foz do Arroio Dilúvio e o Parque Gigante do Beira-Rio. A análise foi concluída e publicada ontem no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa). A expectativa é iniciar as obras em agosto deste ano.
As empresas Toniollo Busnello, Sultepa, Construtora Pelotense e o consórcio DT Guaíba (DP Barros e Traçado) foram habilitados e seguem participando do processo. Já a empresa Tecon - Tecnologia em Construções Ltda. e o Consórcio ACA/RGS (Portugal) foram desabilitados. A partir de agora, corre o prazo de cinco dias úteis para recursos e outros cinco dias úteis para contrarrazões.
Notícias sobre Porto Alegre são importantes para você?
A próxima etapa do processo é a de abertura dos envelopes com as propostas financeiras das empresas e consórcio habilitados, prevista para o próximo dia 17, às 14h30min, na rua Siqueira Campos, 1.300, sala 301. O resultado será definido com base na menor proposta de valor apresentada.
A área de intervenção é de 14,6 hectares. O projeto, de autoria do arquiteto Jaime Lerner, prevê aproximadamente 200 vagas de estacionamento no canteiro central da avenida Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio), mais de 550 árvores dos tipos cedros, figueira, jerivá, cerejeira e coronilha, três estruturas de bares idênticas às já em funcionamento no trecho 1, próximo à Usina do Gasômetro, quadras para prática esportiva, vestiários e a maior pista de skate da América Latina certificada pela Confederação Brasileira de Skate e pelo Comitê Olímpico Brasileiro.
O investimento total é estimado em R$ 57 milhões, com recursos oriundos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Fundo Municipal de Iluminação Pública e do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae). O restante será pago pela própria prefeitura.
O trecho 1 da orla, também assinado por Lerner, foi inaugurado há pouco mais de um ano, entre o Gasômetro e a Rótula das Cuias. A atração foi um sucesso: em todos os fins de semana sem chuva, o local recebe milhares de visitantes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia