Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 28 de junho de 2019.
Dia do Ministério Público Estadual.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

trânsito

Alterada em 28/06 às 11h04min

Prazo para implantar placa modelo Mercosul é adiado para janeiro de 2020

Atualmente, a nova placa está presente em sete Estados brasileiros

Atualmente, a nova placa está presente em sete Estados brasileiros


MAURO PIMENTEL/AFP/JC
Estadão Conteúdo
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou nesta sexta-feira (28) novo prazo para implantação da placa veicular padrão Mercosul em todo o território nacional. Agora, os Estados e o Distrito Federal terão até o dia 31 de janeiro de 2020 para se adaptarem ao novo padrão.
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou nesta sexta-feira (28) novo prazo para implantação da placa veicular padrão Mercosul em todo o território nacional. Agora, os Estados e o Distrito Federal terão até o dia 31 de janeiro de 2020 para se adaptarem ao novo padrão.
O Contran definiu que o novo modelo de Placas de Identificação Veicular (PIV) será exigido para veículos novos ou, no caso dos veículos em circulação, quando houver mudança de município - ou ainda se a placa for furtada ou danificada.
De acordo com o Contran, a nova placa contém itens de segurança, como o QR Code, que possibilita a rastreabilidade, dificultando a sua clonagem e falsificação. O novo modelo permite mais de 450 milhões de combinações, e, considerando o padrão de crescimento da frota de veículos no Brasil, a nova combinação valerá por mais de cem anos.
Também foram definidas novas regras para credenciamento de estampadores e fabricantes, que vão possibilitar aumento da concorrência, o livre mercado, o que deverá reduzir o valor da placa. São cerca de 1.300 estampadores e 21 fabricantes para atender todo o País.
Atualmente, a nova placa está presente em sete Estados brasileiros (AM, BA, ES, PR, RJ, RN e RS). Já são mais de 2 milhões de veículos circulando com o novo modelo das placas veiculares.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia