Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 08 de julho de 2019.
Dia do Padeiro.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Urbanismo

Edição impressa de 24/06/2019. Alterada em 08/07 às 11h10min

Seis empresas apresentam propostas de obras para mais um trecho da orla

Cinco empresas e consórcios nacionais e um internacional (Portugal) apresentaram propostas para as obras de revitalização do Trecho 3 da Orla do Guaíba, que compreende a área da foz do arroio Dilúvio, na avenida Ipiranga, até o início do Parque Gigante. A entrega dos envelopes 1 (habilitação) e 2 (proposta financeira) ocorreu na sexta-feira, na Sala da Superintendência de Licitações e Contratos da Secretaria Municipal da Fazenda. A concorrência internacional definirá a empresa ou consórcio que será responsável pelas obras.
Cinco empresas e consórcios nacionais e um internacional (Portugal) apresentaram propostas para as obras de revitalização do Trecho 3 da Orla do Guaíba, que compreende a área da foz do arroio Dilúvio, na avenida Ipiranga, até o início do Parque Gigante. A entrega dos envelopes 1 (habilitação) e 2 (proposta financeira) ocorreu na sexta-feira, na Sala da Superintendência de Licitações e Contratos da Secretaria Municipal da Fazenda. A concorrência internacional definirá a empresa ou consórcio que será responsável pelas obras.
"O primeiro trecho da Orla foi um sucesso e rapidamente se transformou em um novo cartão postal da cidade, devolvendo o Guaíba ao cidadão", lembra o prefeito Nelson Marchezan Júnior. "Agora, nosso desafio é seguir elevando a autoestima dos porto-alegrenses e atrair pessoas de fora, oferecendo espaços públicos com segurança e conforto. A recuperação financeira da prefeitura nos abre novas oportunidades em muitas áreas", enfatiza.
Os interessados que compareceram e estão participando do processo são as empresas Toniollo Busnello, Sultepa, Tecon, Construtura Pelotense e os consórcios DT Guaíba (DP Barros e Traçado) e ACA/RGS (Alberto Couto Alves, RGS, Alberto Couto Alves AS), de Portugal.
A comissão que analisa as propostas terá cinco dias úteis para examinar a documentação. Após as fases de vistas e de recursos, o resultado será definido com base na menor proposta financeira.
A área de intervenção é de 14,6 hectares ao longo da Orla. O projeto, de autoria do arquiteto Jaime Lerner, prevê aproximadamente 200 vagas de estacionamento no canteiro central da avenida Edvaldo Pereira Paiva, mais de 550 árvores dos tipos cedros, figueira, jerivá, cerejeira e coronilha, três estruturas de bares idênticas às já em funcionamento no Trecho 1, quadras para prática esportiva, vestiários e a maior pista de skate da América Latina certificada pela Confederação Brasileira de Skate e pelo Comitê Olímpico Brasileiro.
Com investimento total estimado em R$ 57 milhões, a prefeitura executará a obra com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Fundo Municipal de Iluminação Pública e do Dmae. O restante será pago pelo Tesouro Municipal.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia