Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de maio de 2019.
Dia Mundial do Desenvolvimento Cultural.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Alterada em 21/05 às 09h49min

Huawei diz que restrição americana não afeta seus produtos de ponta

Segundo Ren Zhengfei, a proibição vai ter um impacto negativo apenas em produtos de gama inferior

Segundo Ren Zhengfei, a proibição vai ter um impacto negativo apenas em produtos de gama inferior


EMMANUEL DUNAND/AFP/JC
Agência Brasil
O fundador e presidente da Huawei Technologies, Ren Zhengfei, afirmou nesta terça-feira (21) que as restrições dos Estados Unidos contra a empresa não vão afetar os produtos de tecnologia de ponta da companhia, particularmente o serviço 5G.
As restrições adotadas pelo Escritório da Indústria e Segurança do Departamento de Comércio dos Estados Unidos se referem à inclusão da Huawei e suas afiliadas em uma "Lista de Entidade". As regras desta lista lista estabelecem restrições para a venda ou transferência de tecnologias dos Estados Unidos para a empresa.
Segundo Ren Zhengfei, a proibição vai ter um impacto negativo apenas em produtos de gama inferior da Huawei.
Ele acrescentou, porém, que a empresa não deve restringir sua atuação de maneira prejudicar a posição de liderança em tecnologia. 
"Nosso trabalho é para beneficiar toda a humanidade", disse Ren, acrescentando que o equipamento 5G da Huawei vai reduzir consideravelmente o custo de construção da rede mundial de telecomunicação.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia