Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 29 de abril de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Educação

Edição impressa de 29/04/2019. Alterada em 29/04 às 03h00min

Prefeitura de Porto Alegre contratará 359 professores

O prefeito Nelson Marchezan Júnior autorizou a contratação de 359 professores para a rede municipal de ensino de Porto Alegre, sendo 121 para a Educação Infantil, 137 para os Anos Iniciais e mais 101 temporários. O concurso para os Anos Iniciais e Educação Infantil foi aberto em julho de 2018 e homologado em março deste ano. Serão chamados todos os 137 aprovados para atuar nos Anos Iniciais e todos os 121 aprovados para a Educação Infantil.
"A medida nos permite o atendimento pleno das necessidades de quadro que estão abertas nas escolas da rede municipal devido a aposentadorias e exonerações, beneficiando os alunos tanto da Educação Infantil quanto do Ensino Fundamental", destaca o secretário de Educação, Adriano Naves de Brito. Foi aprovada também a contratação temporária de 101 aprovados no processo seletivo para atender às escolas de Ensino Fundamental, para atuar nas áreas de Artes (17), Ciências (10), Educação Física (17), Inglês (oito), Geografia (oito), História (10), Matemática (16) e Português (15).
A contratação emergencial de professores para a rede municipal foi autorizada pela Lei nº 12.500, de 24 de janeiro de 2019. O processo seletivo tem validade de um ano, a contar da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia