Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 09 de abril de 2019.
Dia Nacional do Aço.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

Edição impressa de 09/04/2019. Alterada em 09/04 às 03h00min

Porto Alegre já tem 41 casos confirmados de dengue neste ano

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgou ontem, por meio da Equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis, novo boletim epidemiológico sobre os casos de dengue em Porto Alegre. Até o dia 6 de abril, foram confirmados 41 casos na Capital, sendo 36 autóctones e cinco importados. Ao todo, 129 notificações de suspeitas de dengue chegaram à Vigilância em Saúde, com 31 sendo descartados. Outros 57 alertas seguem em investigação.

Todas as situações com origem no município foram registradas no bairro Santa Rosa de Lima, na Zona Norte. A região foi alvo, ontem, de aplicação de inseticida, em dois turnos, tentando eliminar os focos de mosquito que possam ampliar a transmissão. Medidas semelhantes também estão sendo tomadas nos bairros Arquipélago, Ipanema, Santana, São João e Vila Ipiranga, onde foram registrados casos importados de dengue. Outro bairro visado é o Higienópolis, onde foi confirmada a ocorrência de um caso importado de chikungunya, de um paciente que viajou ao Rio de Janeiro.

O último boletim do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, divulgado na semana passada, dava conta de 42 casos autóctones no Estado, em um total de 18 municípios gaúchos. Outras 19 cidades tiveram 39 casos importados, somando 81 diagnósticos positivos no ano de 2019. Os números não levam em conta os casos mais recentes em Porto Alegre, e uma nova atualização deve ser divulgada pelo governo gaúcho nos próximos dias. 

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia