Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de março de 2019.
Dia Nacional da Poesia. Dia do Vendedor de Livros.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Violência

14/03/2019 - 13h02min. Alterada em 14/03 às 13h03min

Doria anuncia indenização a vítimas de massacre em escola em Suzano

Familiares e moradores se emocionaram em velório de vítima de atiradores em escola

Familiares e moradores se emocionaram em velório de vítima de atiradores em escola


Miguel Schincariol / AFP/JC
Estadão Conteúdo
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que o Estado vai pagar uma indenização às famílias das sete vítimas do ataque a uma escola de Suzano, onde duas funcionárias e cinco estudantes foram assassinatos na manhã de quarta-feira (13). O decreto com a medida será publicado nesta sexta-feira (15), no Diário Oficial do Estado, disse o tucano.
A indenização será em torno de R$ 100 mil por vítima, mas o valor ainda está sendo definido, pago em prazo de 30 dias. Ao falar sobre o assunto, o governador paulista afastou a discussão sobre a flexibilização de armamento do ataque na escola.
"Fazer o debate sobre o tema de posse e porte diante de uma situação traumática, trágica, como essa não acredito que seja o melhor momento", disse o governador, ressaltando que a discussão sobre o tema precisa ser intensificada.
Doria ressaltou que a indenização é uma atitude do governo e não depende de ações judiciais. "Não há necessidade disso (de judicialização)", comentou. O pagamento será acertado com as famílias por meio da prefeitura de Suzano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia