Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 11 de março de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

CORRIGIR

Clima

Edição impressa de 12/03/2019. Alterada em 11/03 às 01h00min

Novo Hamburgo decreta situação de emergência

Esforços humanitários estão sendo recebidos desde ontem, em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, para dar suporte à população afetada pelas cheias, causadas pelas fortes chuvas de sexta-feira. O município decretou situação de emergência no fim da tarde de sábado. Segundo estimativa da prefeitura, 10 mil pessoas foram afetadas, a maioria nos bairros Industrial, Ideal, Canudos, Santo Afonso e Rondônia.
A quantidade de chuva registrada foi de 85 milímetros. A média estabelecida para o mês na cidade é de 112 milímetros. Mas, apesar do volume de chuva, a Defesa Civil não tem registro de moradores desabrigados ou desalojados na cidade. Isso se deve ao fato de que a população, mesmo atingida pela água, não deixou suas casas. A realidade não foi a mesma no município de Estância Velha, que teve 5 mil habitantes afetados, deixando dois desabrigados e três desalojados. 
Em Novo Hamburgo, a ajuda humanitária está concentrada na Fenac (rua Araxá 505, bairro Ideal). Podem ser doados itens de limpeza (alvejante, álcool, rodo, saco de lixo, detergente, sabão em pó e balde), galões de água, alimentos não perecíveis (arroz, feijão e massas) e caixas de leite. Já em Porto Alegre, a arrecadação está concentrada no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na avenida Borges de Medeiros, 1.501, Centro. 
 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia