Porto Alegre, terça-feira, 02 de abril de 2019.
Dia Internacional do Livro Infanto-juvenil.

Jornal do Comércio

De Frente para o Guaíba

COMENTAR | CORRIGIR

DE FRENTE PARA O GUAÍBA

Notícia da edição impressa de 22/02/2019. Alterada em 02/04 às 07h19min

Orla é palco do Carnaval de rua de Porto Alegre

Trecho em frente ao Marinha receberá o primeiro evento

Trecho em frente ao Marinha receberá o primeiro evento


/MARCELO G. RIBEIRO/JC
Isabella Sander
A marca do Carnaval de rua de Porto Alegre em 2019 será, sem dúvida, a presença da orla do Guaíba. Ao contrário de outros anos, nos quais boa parte dos desfiles ocorreu na Cidade Baixa, neste ano a orla será o cenário em sete das 11 datas do evento programas para a região central. As outras quatro serão na Cidade Baixa, que sofreu redução de presença na programação em virtude de acordo entre Ministério Público, associações de moradores e entidades carnavalescas.
Este será o primeiro fim de semana com agenda oficial de Carnaval de rua em Porto Alegre. No sábado, às 15h, o bloco Cia do Trago abre os trabalhos na avenida Edvaldo Pereira Paiva, em frente à pista de skate do Parque Marinha do Brasil. O desfile será realizado das 16h às 19h. Em paralelo, o bloco Galo do Porto tem concentração marcada para as 18h em outro ponto da mesma via, em frente à Praça do Canhão, também no Marinha. A saída está prevista para as 19h, com atividades terminando às 23h.
O domingo, dia em que a orla já recebe muitos visitantes no entorno da Usina do Gasômetro, promete ser ainda mais movimentado, com dois desfiles agendados na região. Às 16h, o bloco B Loukos tem concentração marcada em frente à pista de skate do Marinha, desfilando das 17h às 20h. O bloco Gonhas da Folia aguarda os carnavalescos a partir das 19h, em frente à Praça do Canhão, para sair pela avenida das 20h às 23h. Também no domingo haverá o desfile do carnaval de rua comunitário, das 15h às 20h, na rua Coronel Massot, 381, bairro Cristal.
Não será a primeira vez que o Carnaval de rua será realizado na orla - experiências já foram feitas em outros anos e, segundo o secretário-adjunto da Cultura de Porto Alegre, Leonardo Maricato, foram um sucesso. Ele espera, no entanto, que a edição de 2019 seja ainda melhor, diante da realização dos eventos por parte de uma empresa privada, sob fiscalização da prefeitura. A empresa Impacto Vento Norte Produções Técnicas venceu a disputa por pregão eletrônico para promover os desfiles. O evento também tem patrocínio da Skol e apoio do Grupo Austral e do Opinião. "Quando se tem uma parceria público-privada, o papel do Poder Público dentro da fiscalização aumenta muito, porque é prometida uma qualidade maior. Fizemos várias sugestões e elas foram acatadas pela empresa", relata.
Entre as melhorias aguardadas, está uma maior qualidade no equipamento sonoro, a presença de mais banheiros químicos, uma limpeza mais frequente desses banheiros e uma melhor dispersão. A Impacto Vento Norte precisou entregar um plano de estudo de limpeza de todo o espaço utilizado e o município estará presente no evento para fiscalizar se o plano será concretizado adequadamente. "Como é a primeira vez que fazemos o Carnaval com a participação da iniciativa privada, torcemos muito para que funcione, para que seja um balizador e passemos a receber mais eventos de rua na cidade", ressalta Maricato. Caso a experiência seja bem-sucedida, eventos como o Saint Patrick's Day e o Beatles Day também poderão ser levados para a orla.
O secretário-adjunto conta que viajou para São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba, capitais com tradição em Carnaval de rua, para ver como os eventos são feitos, e acredita que a orla tem um espaço de dispersão muito bom para a realização de um evento desse porte. "É bom, porque não tem residências próximas, o que gera uma propagação de som adequada. Na Cidade Baixa, por exemplo, o som bate nos prédios e volta, o que piora a acústica. Na orla isso não acontece", explica. O espaço também é maior, permitindo que as pessoas dancem e se locomovam mais tranquilamente.
Para Maricato, Porto Alegre está finalmente voltando seu olhar para o Guaíba, ao valorizar a orla. "Cada espetáculo valoriza, mostra a beleza. A orla foi esquecida por muito tempo pelo Poder Público e, hoje, tem um novo olhar, não só pela revitalização na região do Gasômetro, mas da orla como um todo", observa.
Além dos desfiles na região central, a agenda carnavalesca de 2019 possui oito datas de eventos previstas em locais periféricos. O último desfile está marcado para 24 de março, no bairro Belém Novo, no entorno da orla do Extremo-Sul da cidade. "Sempre que se lembrar da orla, o porto-alegrense terá uma lembrança agradável. Fazer eventos na orla é o primeiro passo para criar na população um sentimento de pertencimento e um apreço maior pelo Guaíba."

Programação deste fim de semana

Edições anteriores já tiveram eventos junto ao lago e foram vistas como bem-sucedidas pela prefeitura
Edições anteriores já tiveram eventos junto ao lago e foram vistas como bem-sucedidas pela prefeitura
/MARCELO G. RIBEIRO/JC
23 de fevereiro, sábado
Cia do Trago - 15h
• Concentração na avenida Edvaldo Pereira Paiva, em frente à pista de skate do Parque Marinha do Brasil, e desfile das 16h às 19h
Galo do Porto - 18h
• Concentração na avenida Edvaldo Pereira Paiva, em frente à Praça do Canhão do Parque Marinha do Brasil, e desfile das 19h às 23h
24 de fevereiro, domingo
B Loukos - 16h
• Concentração na avenida Edvaldo Pereira Paiva, em frente à pista de skate do Parque Marinha do Brasil, e desfile das 17h às 20h
Gonhas da Folia - 19h
• Concentração na avenida Edvaldo Pereira Paiva, em frente à Praça do Canhão do Parque Marinha do Brasil, e desfile das 20h às 23h
• Carnaval de Rua Comunitário - Concentração na rua Coronel Massot, 381, bairro Cristal, e desfile das 15h às 20h
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia

EXPEDIENTE