Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de março de 2019.
Dia Mundial do Consumidor. Dia da Escola.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR
Edição impressa de 15/03/2019. Alterada em 14/03 às 22h18min

Feira leva consumo sustentável e lazer à Praça do Aeromóvel

Com programação cultural diversificada, iniciativa movimenta o entorno do trecho revitalizado; próxima edição será realizada neste sábado

Com programação cultural diversificada, iniciativa movimenta o entorno do trecho revitalizado; próxima edição será realizada neste sábado


ENRIQUE SALGADO/DIVULGAÇÃO/JC
Daniel Sanes
Uma vez por mês, sempre aos sábados, a Praça Júlio Mesquita - conhecida como Praça do Aeromóvel - recebe um evento que, mesmo tendo pouco mais de um ano de existência, já se tornou tradicional em Porto Alegre. Batizada com o nome popular da praça, que faz alusão à estrutura viária abandonada lá desde 1983, a Feira do Aeromóvel tornou-se um atrativo a mais para quem frequenta o trecho revitalizado da orla do Guaíba no entorno da Usina do Gasômetro.
A iniciativa é anterior às melhorias na orla, mas beneficiou-se de outra reforma: a da própria praça, que foi entregue à população no final de 2016 com deque de madeira, academia ao ar livre, quadra esportiva e parque infantil. "Não dá nem para dizer que foi uma revitalização, pois não havia o que revitalizar. Antes, aqui, não existia nada", diz Rafael Ferretti, que mora em frente ao local e é um dos organizadores da feira. "Era um espaço largado à beira do Guaíba, que servia apenas como estacionamento. Com as obras, ganhou outra cara e logo atraiu as pessoas, então pensamos em algo agregador para esse público", explica.
Diretor de cena, Ferretti propôs a Jade Primavera, sua colega na área de audiovisual, que se juntasse a ele na ideia de ocupar aquele espaço. A figurinista, que já acumula uma experiência de quase cinco anos como uma das organizadoras do Mercado Vintage, que reúne brechós na Casa de Cultura Mario Quintana, destaca que a proposta tem algumas similaridades.
"O lance é trazer marcas autorais, incentivar a economia local e o pessoal do Centro Histórico e dos bairros próximos. A ideia é promover o consumo sustentável, então os expositores têm que atender a esse perfil", ressalta Jade. "Não se trata de uma questão financeira, até porque a realização da feira não faz muita diferença no nosso orçamento mensal. É uma questão de ocupação do espaço, envolvendo também manifestações artísticas e discussões sobre políticas públicas", completa.

Para expositores, melhorias na região do Gasômetro ajudaram a aumentar o movimento

Braz e Tamara expõem seus produtos em várias feiras itinerantes

Braz e Tamara expõem seus produtos em várias feiras itinerantes


MARIANA CARLESSO/JC

Atualmente, a feira tem cerca de 40 expositores, alguns presentes desde a primeira edição, ocorrida no final de 2017. É o caso da assessora jurídica Tamara Figueiredo e do motorista João Carlos Braz. O casal frequentava a praça com seus três cães da raça Pinscher, e as roupinhas usadas pelos animais chamaram a atenção do público.

"Todo mundo adorava, perguntava quem fazia. Foi aí que resolvemos criar a Pets Tri Dog", explica Tamara, referindo-se à marca da dupla, que comercializa produtos diversos para animais de estimação. "Começamos a fazer feiras aos fins de semana, e isso se tornou uma segunda fonte de renda para nós." Ambos se mostram satisfeitos com o movimento na Praça do Aeromóvel e garantem que as vendas melhoraram bastante após a revitalização da orla. "O público aumentou uns 70%", estima Braz.

Na banca ao lado está Karina Garcia Chaves, também presente na feira desde a primeira edição. Junto com o marido, Fábio, ela é proprietária da Palani Pulseiras e Acessórios, e, assim como o outro casal, vem de uma área diferente - no caso, corte e confecções. "Fazemos muitas feiras itinerantes, e esta fica num espaço muito legal. Depois que abriu a orla, então, ficou maravilhoso", elogia.

Segundo Karina, o movimento é bastante variado justamente por conta dessa proximidade com a área do Gasômetro, que fica abarrotada durante os fins de semana. "Vem gente do Rio de Janeiro, de Curitiba... Até estrangeiros aparecem de vez em quando, com certeza por causa da orla. Agora, não está tão cheio por causa do calor, mas à tardinha enche", ressalta. De fato, quando a reportagem do Jornal do Comércio chegou à praça, no dia 26 de janeiro, perto das 15h30min, ainda havia pouco público. Horas depois, quando o sol não estava mais a pino, o local ficou lotado de gente que foi visitar as bancas, conferir as apresentações artísticas ou simplesmente tomar chimarrão e curtir o pôr do sol à beira do Guaíba.

A 12ª Feira do Aeromóvel será neste sábado, 16 de março, a partir das 15h. Às 16h30min, começam as atrações culturais, com o espetáculo infantil O Incrível Grillo!, shows das bandas Os Tatuíra e Gustavo Telles & Os Escolhidos, e discotecagem do DJ Bruno Suman. Mais informações em www.facebook.com/aerofeira. Já quem tiver interesse em expor seus produtos nas próximas edições pode entrar em contato pelo e-mail feiradoaeromovel@gmail.com.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia