Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 10 de fevereiro de 2019.
Dia do Atleta Profissional.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Rio de Janeiro

10/02/2019 - 16h47min. Alterada em 10/02 às 16h47min

IML do Rio identifica todas as vítimas do incêndio no CT do Flamengo

Últimos jogadores identificados foram Jorge Eduardo Pereira Dias e Samuel Thomas de Souza Rosa

Últimos jogadores identificados foram Jorge Eduardo Pereira Dias e Samuel Thomas de Souza Rosa


TÂNIA RÊGO/ABR/JC
Estadão Conteúdo
O Flamengo divulgou nota no meio da tarde deste domingo (10) para informar que todos os dez mortos no incêndio ocorrido no CT do clube, na madrugada de sexta-feira (8), foram identificados. O Instituto Médico Legal (IML) estava com dificuldades para identificar duas das vítimas.
Os dois últimos jogadores identificados foram Jorge Eduardo dos Santos Pereira Dias e Samuel Thomas de Souza Rosa, ambos de 15 anos. Pela manhã, uma tia de Jorge Eduardo havia reclamado publicamente da demora na liberação do corpo do sobrinho.
Devido à dificuldade na identificação dos corpos, havia o temor de que a identificação só pudesse ocorrer a partir de exames de DNA, o que inevitavelmente levaria dias para se obter um resultado. Agora, todos os dez jogadores mortos estão liberados para sepultamento. Alguns deles já foram enterrados, em cerimônias ocorridas no sábado e neste domingo.
Os demais jogadores mortos no incêndio são Arthur Vinicius de Barros Silva, Pablo Henrique da Silva Matos, Vitor Isaías Coelho da Silva, Bernardo Augusto Manzke Pisetta, Gedson Corgosinho Beltrão dos Santos, Áthila de Souza Paixão, Christian Esmerio Candido e Rykelmo de Souza Viana.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia