Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 31 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transportes

28/01/2019 - 11h04min. Alterada em 28/01 às 14h48min

Idade mínima para isenção de passagem de idoso sobe para 65 anos em Porto Alegre

Usuários que já possuíam o Cartão TRI até a publicação da nova lei permanecerão isentos

Usuários que já possuíam o Cartão TRI até a publicação da nova lei permanecerão isentos


MAURO SHAEFER/ARQUIVO/JC
Entrou em vigor nesta segunda-feira (28) a nova regra de isenção da tarifa de ônibus para idosos em Porto Alegre. Após aprovação na Câmara de Vereadores em dezembro do ano passado, a prefeitura publicou no Diário Oficial a revogação da lei que previa a isenção para pessoas a partir dos 60 anos. Com a alteração, a idade mínima para obter o benefício passou para 65 anos.
Os usuários que já possuíam o Cartão TRI de idosos até a data da publicação da nova lei permanecerão com o direito à isenção tarifária, desde que façam o recadastramento na Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC) e comprovem, anualmente, residência na Capital, além de renda mensal que não seja superior a três salários mínimos regionais. 
Em nota, a Prefeitura Municipal de Porto Alegre alegou que o aumento da expectativa de vida leva às pessoas a se aposentarem mais tarde e a seguirem no mercado de trabalho além dos 60 anos, não havendo justificativa para a manutenção do antigo modelo de isenção.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Jorge Luiz Andrino Lopes 31/01/2019 11h22min
A titulo de dirimir uma dúvida. A isenção do idoso, além do fator idade(65), contempla quem ganha até 3 salários mínimo(regional ou nacional). pelo fato de outras mídias mencionarem apenas a quantidade(3) , não especificando se é estadual ou nacional.
Fernando S Junior 28/01/2019 21h36min
Essa isenção deveria ser reduzida para pessoas com mais de 65 anos que possuam poucos recursos financeiros. Não há sentido que pessoas de classe média e alta andem de graça, mesmo que possuam mais de 65 anos.