Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 18 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

clima

18/01/2019 - 12h04min. Alterada em 18/01 às 12h28min

Número de pessoas fora de casa pela chuva volta a subir no Rio Grande do Sul

São 8.785 pessoas desalojadas e desabrigadas em 20 municípios com registros de danos

São 8.785 pessoas desalojadas e desabrigadas em 20 municípios com registros de danos


Prefeitura de Dom Pedrito/Divulgação/JC
A onda de chuvas que afeta a Fronteira Oeste e a Campanha gaúcha desde o começo de janeiro segue contabilizando estragos. De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual, na manhã desta sexta-feira (18), o número de pessoas fora de casa voltou a subir. São 8.785 pessoas desalojadas e desabrigadas em 20 municípios com registros de danos.
No final da tarde de ontem, eram mais de 8,5 mil pessoas nessas condições. Alegrete segue concentrando o maior número de pessoas atingidas: são 4.604 desalojadas, 1.328 desabrigadas e outras 1.236 afetadas por estragos menores nas residências.
A previsão é de mais chuva nesta sexta-feira, mantendo a região sob risco de mais danos. O Instituto Nacional de Meteorologia voltou a alertar para possibilidade de chuva moderada a forte no Estado, com chance de queda de granizo e rajadas de vento entre 60Km/h e 90Km/h na madrugada de sábado (19). O mau tempo deve afetar áreas isoladas do Norte e Nordeste do Rio Grande do Sul.
De acordo com boletim meteorológico da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Estado, pelo menos até a próxima quinta-feira (24) pode haver forte em algumas regiões. O calor predominará, com possibilidade de pancadas de chuva, típicas de verão, em algumas áreas. Os totais previstos devem superar 60 mm em grande parte dos municípios. Na Zona Sul, Campanha, Fronteira Oeste e nas Missões os valores deverão oscilar entre 80 e 100 mm. No Alto Uruguai, os totais poderão superar 120 mm acumulados, de acordo com a previsão da secretaria.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia