Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de janeiro de 2019.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

Alterada em 16/01 às 12h52min

Número atingidos pela chuva cai no Rio Grande do Sul, mas estragos continuam

Município de Dom Pedrito também decretou situação de emergência devido às chuvas

Município de Dom Pedrito também decretou situação de emergência devido às chuvas


Prefeitura de Dom Pedrito/Divulgação/JC
O número de pessoas afetadas pelas chuvas que atingiram a Fronteira-Oeste e a Campanha do Rio Grande do Sul caiu, de acordo com o último boletim da Defesa Civil estadual, divulgado nesta quarta-feira (16). O total de atingidos ainda soma de 4.615 no Estado, sendo 3.233 desalojados (que não conseguem ainda voltar às residências) e 1.382 desabrigados (que perderam suas moradia com as cheias). Ao menos dez municípios já decretaram situação de emergência. 
Em comparação ao levantamento do fim da tarde de ontem, são 32 pessoas a menos. Ao todo, são 17 municípios que contabilizam estragos: Alegrete, Bagé, Barra do Quaraí, Barracão, Dom Pedrito, Jaguari, Lavras do Sul, Manoel Viana, Pedro Osório, Quaraí, Rosário de Sul, São Borja, São Gabriel, São Francisco de Assis, Uruguaiana, Nonoai e Santana da Boa Vista.
Na madrugada desta quarta-feira, o mau tempo voltou a provocar estragos. Em Caçapava do Sul, que já enfrentava problemas devido a temporais anteriores, duas casas foram alagadas e uma rua apresentou erosão. O município deve decretar situação de emergência. Bagé também registrou grandes volumes de chuva.
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alerta para ocorrência de pancadas de chuva de intensidade moderada a forte nesta quinta-feira (17), com possibilidade de queda de granizo, e rajadas de vento entre 60km/h e 90km/h em áreas isoladas do Rio Grande do Sul, exceto na Encosta e Serra do Sudeste.
Alegrete, município mais afetado, são 2.812 desalojados e 1.175 desabrigados. Segundo a prefeitura, o abastecimento de água deve ser normalizado na cidade ainda nesta quarta-feira. As famílias cadastradas também poderão retirar cestas e kits de limpeza durante o dia. Até o fim da tarde dessa terça (15), foram recebidas duas toneladas de alimento, além de produtos de higiene e limpeza.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia