Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de janeiro de 2019.
Dia Nacional do Fotógrafo.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança

Edição impressa de 08/01/2019. Alterada em 08/01 às 01h00min

Em apreensão recorde, PF confisca 78 toneladas de cocaína em um ano

Dados do sistema de inquéritos da Polícia Federal (PF) mostram que a corporação bateu recorde histórico de apreensão de cocaína em 2018. Com 78,5 toneladas apreendidas, a PF quase duplicou o antigo recorde, de 2017, quando foram arrestadas cerca de 48 toneladas da droga. Se comparada com toda a série histórica, a marca atingida em 2018 é cerca de 25 vezes superior à registrada em 1995 - primeiros ano cujos dados estão disponíveis. Naquele ano, a PF apreendeu 3,1 toneladas.
O combate ao tráfico é realizado pelas Delegacias de Repressão a Entorpecentes (DREs), espalhadas pelas superintendências regionais de todo o País. A partir deste ano, a PF incluiu em sua estrutura central, em Brasília, o combate a facções que comandam o tráfico no Brasil, na Coordenação-Geral de Repressão a Entorpecentes.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia