Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de janeiro de 2019.
Dia Nacional do Fotógrafo.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Ceará

Edição impressa de 08/01/2019. Alterada em 08/01 às 01h00min

Após reforço em Fortaleza, sobem ataques no interior

O Ceará passou por mais uma noite de ataques criminosos na madrugada de ontem. A chegada da Força Nacional de Segurança, no sábado, reduziu os atentados em Fortaleza e região metropolitana, mas as facções criminosas voltaram suas ações ao interior, onde vários incidentes foram registrados.
O número de ataques desde o dia 2 chegou a 144, segundo dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A pasta destaca, no entanto, que houve uma redução desde o início da atuação da Força Nacional.
Os 330 homens e 20 viaturas da Força Nacional começaram a atuar em apoio às forças estaduais às 19h do sábado. Ao longo daquele dia, foram registrados 38 ataques. No domingo, o número caiu para 23. Os dados de ontem, no entanto, ainda não foram disponibilizados. Eles poderão indicar se há uma tendência de debelar a crise na segurança local ou se a situação ainda está fora de controle.
Em Icó, cidade a 360 quilômetros de Fortaleza, a sede da Câmara de Vereadores foi alvo de tiros, e uma rádio da cidade também foi atacada, sem registro de feridos. Uma estação ambiental foi atacada em Icapuí, litoral Leste do estado, próximo da divisa com o Rio Grande do Norte. Já em Reriutaba, no interior do estado, uma ambulância foi incendiada dentro do estacionamento do hospital municipal.
Apesar da queda nos registros, situações criminosas também foram registradas na periferia de Fortaleza. Uma concessionária de motocicletas foi incendiada por criminosos no bairro Couto Fernandes, gerando prejuízos de pelo menos R$ 150 mil. Há relato, também, de um ataque a um supermercado, no bairro Pan-Americano.
Até ontem, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, 148 pessoas haviam sido capturadas por suspeita de envolvimento em ações criminosas nos últimos dias. Desses, 38 foram presos ou apreendidos entre a noite de domingo e a manhã de ontem. 
Na noite de domingo, a Secretaria de Administração Penitenciária confirmou a transferência imediata de 20 líderes de facções criminosas, presos no sistema carcerário estadual, para presídios federais de segurança máxima. Ao todo, o Ministério da Justiça e Segurança Pública ofereceu 60 vagas ao governo cearense.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia