Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Serviços

Alterada em 20/12 às 17h27min

Novo serviço da Polícia Federal facilitará a entrada de argentinos no País por Uruguaiana

Pré Cadastro Migratório permitirá aos turistas informar dados a PF antes de cruzarem a fronteira

Pré Cadastro Migratório permitirá aos turistas informar dados a PF antes de cruzarem a fronteira


PRF/DIVULGAÇÃO/JC
A Polícia Federal (PF) lançou, nesta quinta-feira (20), o Pré-Cadastro Migratório, portal na internet que deve facilitar a entrada e o atendimento de turistas que optarem em entrar no Brasil pela via terrestre. A iniciativa está disponível no momento apenas para visitantes de nacionalidade argentina que ingressem no Brasil pela cidade de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, e permite aos turistas realizar um cadastro prévio no site da PF antes da viagem.
O novo serviço possibilita aos argentinos informarem previamente dados como nome, tipo de transporte, número da placa e a data prevista para a viagem, antes de cruzarem a fronteira. Depois de enviadas, as informações serão analisadas pela Polícia Federal e um código verificador será gerado. Ao ingressar no território brasileiro, o turista apresentará o código verificador, podendo ser apresentado impresso ou pelo celular junto com um documento de viagem válido, e terá a entrada permitida.
O município de Uruguaiana é o principal portal terrestre de fluxo migratório no Brasil. De acordo com a PF, foram 925 mil registros de entrada e saída de estrangeiros do País pelo posto gaúcho em 2017. Em outro momento, o serviço deverá ser estendido para outras localidades e nacionalidades.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia