Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de outubro de 2018.
Dia das Bruxas.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Trânsito

Edição impressa de 31/10/2018. Alterada em 31/10 às 12h17min

Nova Área Azul começa a funcionar no Centro de Porto Alegre

Equipes da empresa Zona Azul Brasil e da EPTC estão nas ruas para demonstrar o funcionamento

Equipes da empresa Zona Azul Brasil e da EPTC estão nas ruas para demonstrar o funcionamento


JOEL VARGAS/PMPA/JC
Entrou em operação nesta quarta-feira (31) a nova Área Azul de Porto Alegre. Desde as 8h, quando a Região Central teve seus parquímetros ativados, equipes da empresa Zona Azul Brasil e da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) estão na rua Sete de Setembro, entre Caldas Júnior e Gen. João Manoel, para demonstrações sobre o funcionamento do equipamento.
Já foram concluídas as instalações dos 42 equipamentos e a sinalização das mais de 700 vagas. Os parquímetros estão espalhados em pontos das ruas Siqueira Campos, Caldas Júnior, Sete de Setembro, Andradas, General João Manoel, Marechal Floriano Peixoto, Alberto Bins, Pinto Bandeira e Coronel Vicente, e das avenidas Mauá, Borges de Medeiros e Cristóvão Colombo.
O contrato com a Zona Azul Brasil foi assinado no dia 22 de agosto e prevê a instalação de 220 parquímetros. Antes disso, Porto Alegre havia ficado oito anos sem uma empresa responsável pela gestão do serviço. No total, serão disponibilizadas 4,2 mil vagas. A concessão foi autorizada por dez anos, com valor de outorga de 37,32% da receita bruta.
De acordo com a EPTC, a instalação dos outros 178 equipamentos será feita de modo gradativo dentro do prazo de seis meses. A expectativa é de que a transição esteja completa até o final de março do ano que vem.
No modelo antigo, o comprovante de pagamento devia ser colocado no painel do veículo em local visível. Agora, não será mais necessário, uma vez que a fiscalização será feita por meio da placa de carro. A novidade exigiu um preparo para adaptar os fiscais à nova ferramenta eletrônica. O valor pelos 30 minutos de estacionamento custa R$ 1,05. Com a atualização do sistema, todas as compras podem ser feitas pelo aplicativo Digipare - Área Azul Digital.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia