Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 16 de outubro de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Trânsito

Edição impressa de 16/10/2018. Alterada em 16/10 às 01h00min

Feriado termina com 19 mortes nas ruas e rodovias gaúchas

De quinta-feira até a meia-noite de domingo, a Operação Viagem Segura de Nossa Senhora Aparecida fiscalizou 14.259 veículos no Rio Grande do Sul. Foram registrados 245 acidentes de trânsito nas ruas, rodovias e estradas gaúchas, que resultaram em 150 feridos e 19 vítimas fatais. A contagem só considera as mortes ocorridas no local do acidente. No ano passado, o mesmo feriado registrou dez mortes em cinco dias de ação, mas o número chegou a 19, considerando os óbitos que ocorreram em até 30 dias pós-acidente.

O esforço conjunto da Brigada Militar, do Comando Rodoviário da Brigada Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 5,4 mil infrações e recolheu 321 veículos e 160 CNHs (carteiras nacionais de habilitação) irregulares. Além disso, 2.759 condutores foram convidados a fazer o teste do etilômetro. Destes, 39 foram autuados por teste positivo - seis, enquadrados em crime de trânsito (15,4%). Outros 72 motoristas se recusaram a soprar o etilômetro.

Em âmbito nacional, a PRF registrou 764 acidentes nas rodovias federais de todo o Brasil. Do total, 193 foram classificados como graves, por terem resultado em óbito ou ferimentos de grau mais intenso - os índices não foram divulgados.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia