Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 18 de setembro de 2018.
Dia Nacional da Televisão.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Trânsito

Alterada em 18/09 às 15h28min

Novos parquímetros das ruas de Porto Alegre aceitam pagamento por app

Novo equipamento permite que usuário contrate o tempo de estacionamento usando aplicativo

Novo equipamento permite que usuário contrate o tempo de estacionamento usando aplicativo


LÍVIA ROSSA/ESPECIAL/JC
Lívia Rossa
O novo sistema de parquímetros em Porto Alegre começou a ser implantado nesta terça-feira (18). A novidade é que os usuários poderão pagar a conta com cartão de crédito e débito por meio de um aplicativo. Outra funcionalidade é que o usuário pode habilitar um alarme para ser avisado quando o tempo estiver quase terminando para que possa recarregar o uso por mais tempo. Os aparelhos antigos estão sendo desligados. Enquanto não tiver o novo sistema, as áreas de zona azul não terão cobrança, informou a  prefeitura.        
O primeiro aparelho já está operando na rua Sete de Setembro, próximo ao número 555. O prefeito da Capital, Nelson Marchezan Júnior, e dirigentes da EPTC, testaram o novo sistema pela manhã. “A Área Azul democratiza o espaço público e movimenta o comércio", aposta Marchezan. O Centro Histórico, onde fica um terço das vagas da zona azul da cidade, será a primeira região a ter os equipamentos em operação. São 50 na região, com 726 vagas. Na cidade, são 220 unidades e 4.361 vagas. O diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti, diz que a meta é finalizar as instalações em 40 dias.
O serviço funciona de segunda a sábado e é liberado aos domingos. O valor por 30 minutos passou de R$ 1,00 para R$ 1,05. com a nova concessão. Soletti destaca ainda que a compra de créditos para emitir tíquete avulso poderá ser feita em bancas de revistas e bares licenciados. Outra mudança é que o motorista também não precisará mais colocar o tíquete na parte da frente do carro para a fiscalização verificar o pagamento. Os fiscais terão acesso aos dados pelos sistema.
Soletti diz que os parquímetros têm legislação e sistema de cobrança, o que impede atividades de flanelinhas. O diretor-presidente recomenda que os motoristas acionem a EPTC ou a Brigada Militar em caso de assédios dos cuidadores. 

Novas funcionalidades dos parquímetros:

  • Pagamento no equipamento por meio de cartões de crédito, débito, moedas e também por aproximação, conhecida pela sigla NFC (Near Field Communication), dependendo da plataforma bancária do usuário.
  • Pagamento por meio de aplicativo gratuito para smartphone com cartões de crédito, débito e boleto bancário.
  • O aplicativo Digipare (Área Azul Digital) é simples e intuitivo: o usuário cadastra os dados pessoais e do veículo, seleciona o período de estacionamento desejado de acordo com a sinalização local, consulta créditos e bônus que possui. Pode utilizar um alarme no app para avisar quando o período comprado irá vencer e, se precisar estender o tempo e as regras da via permitirem, pode comprar novos créditos, sem a necessidade de voltar no veículo.
  • Haverá postos de venda credenciados que aceitarão dinheiro para a emissão do tíquete avulso do rotativo.
  • Os valores adquiridos nos parquímetros ou pontos de vendas poderão ser ativados por SMS gratuito ou pelo telefone pela central de relacionamento.
  • A fiscalização será realizada de forma eletrônica pela consulta das placas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia