Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança Pública

Alterada em 23/07 às 10h37min

Motoristas de aplicativos protestam após morte de colega na Região Metropolitana

Motoristas pediram mais segurança e protestaram contra o prefeito da capital, Nelson Marchezan

Motoristas pediram mais segurança e protestaram contra o prefeito da capital, Nelson Marchezan


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Motoristas que trabalham com aplicativos de transporte individual fizeram uma carreata nesta segunda-feira (23), em Porto Alegre, em protesto após a morte do colega Sidney Moreira. Os manifestantes partiram do Largo Zumbi dos Palmares, na região central, rumo ao cemitério Jardim da Paz, no bairro Agronomia, onde ocorre velório e enterro de Moreira.
Reflexo da mobilização, o trânsito das avenidas Loureiro da Silva, João Pessoa, Azenha e Ipiranga ficou congestionado. Além da manifestação de luto, representada por uma faixa preta nos retrovisores, os motoristas protestaram contra o prefeito da Capital, Nelson Marchezan Júnior, e pediram por mais segurança. “Essa conta é sua, Marchezan”, foi escrito no vidro traseiro de um automóvel.
Moreira estava desaparecido desde a sexta-feira (20), depois de realizar uma corrida pelo app Uber. Seu corpo foi encontrado neste domingo (22), em uma região pouco movimentada de Viamão. Morador de Alvorada, ele deixou a esposa e uma filha de sete anos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia