Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de julho de 2018.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transportes

11/07/2018 - 14h31min. Alterada em 11/07 às 15h21min

Estações da Trensurb em São Leopoldo ganharão novas escadas rolantes

As escadas devem ser instaladas em até dois meses na estação São Leopoldo e Unisinos

As escadas devem ser instaladas em até dois meses na estação São Leopoldo e Unisinos


Artur Colombo/Trensurb/JC
Sofia Schuck
Parte dos passageiros da Trensurb terá melhoria do serviço pelo menos no uso interno das estações. Após mais de dois meses aguardando liberação na Alfândega do Porto de Paranaguá, no Paraná, seis escadas rolantes novas previstas para as estações São Leopoldo e Unisinos chegaram na manhã desta quarta-feira (11) ao pátio da estatal em Porto Alegre.
As novas estruturas irão substituir escadas que estavam estragadas e paradas. O novo equipamento já está sendo encaminhado para os destinos: duas serão instaladas na estação São Leopoldo e quatro na da Unisinos. Segundo a assessoria de comunicação da Trensurb, as obras estão dentro do prazo e devem ficar prontas em até dois meses. A primeira a ter a atualização é a estação central da cidade, que recebe as escadas na madrugada de sexta-feira (13). A instalação começa no sábado (14). 
O material é e fabricação chinês e faz parte de contrato com a empresa ThyssenKrup. Os conjuntos deixaram o país asiático no fim de março. No entanto, os equipamentos ficaram mais de 60 dias retidos no porto de Paranaguá até a liberação da alfândega. Caso tivessem chegado dentro do prazo, as encomendas já poderiam estar instaladas e atendendo os usuários do trem metropolitano. A Trensurb comprou as escadas em setembro de 2017, com custo de R$ 3,3 milhões.  
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia