Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 02 de julho de 2018.
Dia do Bombeiro Brasileiro.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

migração

Notícia da edição impressa de 02/07/2018. Alterada em 02/07 às 01h00min

Nova leva de haitianos chega ao Brasil via Mato Grosso do Sul

Uma nova onda de imigrantes tem chegado ao Brasil nos últimos dias. Cerca de 300 haitianos vindos do Chile alcançaram, nas últimas semanas, Corumbá, no Mato Grosso do Sul, na fronteira com a Bolívia, e estão dormindo na rodoviária ou em abrigos improvisados.
Segundo o padre Marco Antônio Ribeiro, da Pastoral da Mobilidade Humana, há em média 15 novos haitianos todo dia na cidade. Muitos são registrados como entradas excepcionais, categoria regulamentada na nova Lei de Imigração para incluir os que não possuem visto ou estão em outra situação emergencial. Quem cai nessa rubrica tem até 30 dias para se regularizar.
Em 2017, 12 haitianos que chegaram ao Brasil se enquadravam na categoria excepcional. Em 2018, até 22 de junho, foram 643. O número de haitianos pedindo refúgio no Brasil aumentou de 827 em todo o ano passado para 718 em 2018, alta proporcional de 84%.
O fluxo coincide com o endurecimento da Lei de Imigração no Chile, destino de cerca de 100 mil cidadãos do Haiti nos últimos anos. O governo de Sebastián Piñera, que tomou posse em março, passou a exigir vistos de turista dos haitianos, com permanência máxima de um mês. Antes, eles entravam como turistas e acabavam ficando irregularmente ou pedindo mudança para visto temporário de trabalho.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia