Tatti diz que desafio é mudar a ideia das pessoas sobre roupas usadas Tatti diz que desafio é mudar a ideia das pessoas sobre roupas usadas Foto: /RAFAEL SERRA/PLAY FOTO &VÍDEO/DIVULGAÇÃO/JC

Empreendedora recebe peças para revender em mala

Fashion To Go teve investimento inicial de R$ 5 mil

Sustentabilidade é o que motivou Tatti Araldi a criar a Fashion To Go, uma "mala compartilhada" com peças usadas ou novas (de pessoas que as compraram e nunca usaram). A entrega é gratuita em alguns bairros de Porto Alegre e o cliente tem um dia para experimentar e fazer a seleção.
São enviadas de 30 a 50 roupas, sapatos, acessórios e bolsas. Os looks são higienizados, etiquetados e escolhidos pela empreendedora de acordo com o gosto, preferência e tamanho do usuário, a partir do preenchimento de um formulário on-line. A ideia é reaproveitar também a etiqueta, que é de semente de rúcula.
Tatti tem 27 anos e é formada em Relações Internacionais, com Pós-Graduação em Ciências do Consumo. Começou a planejar o negócio em 2018.
"Lançamos a mala em fevereiro, com um investimento baixo, porque as roupas são consignadas. Meu custo foi fazer a marca e a mala mesmo, em torno de R$ 5 mil", explica.
Para a jovem, os desafios encontrados na experiência do empreendedorismo são as mudanças no mindset das pessoas sobre consumir roupas usadas. "Por isso eu trabalho sempre contanto a história de cada colaborador. Faço a higienização das peças e trato elas com muito carinho", contextualiza.
A empreendedora tem um escritório físico na Área51, mas planeja aumentar e abrir um espaço aberto ao público. No local, deseja organizar workshops sobre moda e sustentabilidade, cursos, além de exposição de marcas parceiras que não têm loja física.
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio