Victória Paz

Para a jornalista, há um forte sexismo por parte da imprensa e do público

Portal de notícias gaúcho luta por mulheres como protagonistas no esporte

Victória Paz

Para a jornalista, há um forte sexismo por parte da imprensa e do público

O amor pelo esporte e pelo Jornalismo fizeram com que Bruna Marçal Cabrera, 31 anos, colocasse a mão na massa e criasse, no fim de 2020, a Olímpia Sports, um portal de notícias voltado para esportes femininos. O intuito do projeto é dar mais visibilidade às mulheres esportistas e fomentar, nas futuras, a vontade de participar.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

O amor pelo esporte e pelo Jornalismo fizeram com que Bruna Marçal Cabrera, 31 anos, colocasse a mão na massa e criasse, no fim de 2020, a Olímpia Sports, um portal de notícias voltado para esportes femininos. O intuito do projeto é dar mais visibilidade às mulheres esportistas e fomentar, nas futuras, a vontade de participar.
Formada em Jornalismo e há dois anos em Fotografia, Bruna sempre gostou de jogar e acompanhar futebol, mas, sem apoio, não deu continuidade. "Cheguei a jogar na base do Internacional quando pequena, mas não fui adiante. Entrei para a faculdade e me especializei em esportes, trabalhando para diversos meios de comunicação", conta.
Para a jornalista, há um forte sexismo por parte da imprensa e do público. "Um grande argumento é o futebol feminino e o pouco prestígio que ganha. Os veículos de comunicação só valorizam quando há algum prêmio importante. Assim, as mulheres sempre terão dificuldade em crescer dentro do esporte", diz. Entretanto, ela não descarta a esperança de que haja mudança no futuro.
A partir de uma conversa com um colega de escola, a fotógrafa foi convidada pela Hygia Bank, hub de saúde, a tirar a Olímpia Sports do papel. Bruna é sócia e recebe auxílio da empresa para continuar com o projeto. Além disso, é ela quem faz todo o trabalho braçal. "Faço a apuração, produção, matérias, edição e arte. Tenho contatos dentro do futebol gaúcho e faço parceria com colunistas para compor o site", expõe. Há uma sessão de textos opinativos sobre a história do esporte, futebol americano e masculino.
Durante as Olimpíadas, o portal acompanhou o evento multiesportivo. No entanto, nas Paraolimpíadas, a fotógrafa passou por dificuldades. "Como sou só eu, é difícil dar conta de tudo. Espero que, para a próxima, eu tenha uma equipe que consiga acompanhar. A minha maior dificuldade não tem a ver com empreender, mas com aumentar os recursos", relata.
Diariamente, são publicadas notícias sobre o mundo do esporte feminino no Instagram (@olimpiasportsbr) e pelo site www.olimpiasports.com.br.
Victória Paz

Victória Paz - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Victória Paz

Victória Paz - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário